Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Rota do Fresco em perigo

A coordenadora da Rota do Fresco propôs uma parceria à AMCAL, que não só recusou como rescindiu o contrato que tinha com Catarina Vilaça, que decidiu agora fazer a gestão do projecto através de uma empresa que possui.

Alimentar esta polémica não serve a ninguém. Quanto perde a AMCAL com a eventual mudança do nome da rota ou com a sua aplicação a outros territórios? O que ganha a sua coordenadora com o eventual impedimento de acesso aos monumentos e pinturas que fundamentaram a criação da actual rota?

O poder, o sentido de posse e a propriedade, por mais legítimos que sejam, não devem ser levados ao extremo de prejudicar o bem comum e o interesse colectivo.

A importância deste projecto para o território para que foi concebido (Alvito, Cuba, Vidigueira, Portel e Viana do Alentejo) deve exigir dos seus responsáveis bom senso, visão e capacidade negocial para encontrar uma saída para o diferendo existente, de forma a contribuir, cada vez mais, para a sua promoção.

Alentejo presente na BTL

A Turismo do Alentejo, E.R.T., numa acção conjunta com os Pólos de Alqueva e do Litoral Alentejo, está presente, pela primeira vez, na BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre na FIL, de hoje até ao próximo Domingo.

No stand Alentejo, com uma área de 72 m2, são divulgados vários eventos que vão decorrer no Alentejo, promovidos quer pelas autarquias quer por promotores privados.

 

António Sebastião diz que a Câmara de Almodôvar “não é uma monarquia

e que os cargos não podem passar de pai para filho”, dizendo que as “posições de Manuel da Palma demonstram instabilidade do ponto de vista emocional e problemas do foro psicológico” e que o ex-vereador "é incoerente quando fala que há obras que não foram ainda feitas quando aprovou todos os orçamentos".

 

Até onde vai parar este conflito e que consequências vai ter nas eleições autárquicas no concelho de Almodôvar é a questão que se coloca?

Comentários recentes

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

  • Munhoz Frade

    Um desabafo como este do Vitor Paixão é um momento...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds