Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A fulanização da vida

política e das comunidades é redutora. Repudiar uma ideia, recusar uma sugestão ou uma proposta, rejeitar uma crítica apenas porque foram expressas por alguém de quem não se gosta ou que não merece crédito reduz a capacidade crítica e de intervenção. É redutora do ser humano e da colectividade.

Importa ter presente que os reclusos também votam. Apesar de criminosos é-lhes reconhecido o direito de escolherem os responsáveis dos órgãos do Estado e das autarquias locais. Então por que não reconhecer e aceitar que eles e outros que nem sequer cometeram qualquer crime, apesar de poderem não merecer crédito, podem ter boas ideias, apresentar boas sugestões ou propostas e fazer críticas pertinentes?   

A excessiva fulanização da vida política e das comunidades dificulta a apreciação do essencial e subverte a reflexão e o debate político.

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds