Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Pax-Julia

Construído pela extinta Sociedade Teatral Bejense, o Teatro Pax Julia abriu a 19 de Dezembro de 1928. Adquirido pela Câmara Municipal de Beja em meados dos anos 90 e remodelado na primeira metade desta década, reabriu em 2005, com uma programação sob o lema «Todas as Vidas num Palco», funcionando por temporadas de Setembro a Julho já recebeu «cerca de 80 mil espectadores», que assistiram a mais de 500 espectáculos e iniciativas.

 

Cine-teatro Sousa Telles

foi estreado, ontem, depois de renovado, em Ourique, com a peça “Nunca Estive em Bagdag”, da companhia de teatro Lendias d’Encantar.


Hoje, pelas 21h00, o Cine-teatro Sousa Telles receberá a apresentação do livro de poesia Maturação, da autoria de Vítor Encarnação, professor e colaborador do “Correio Alentejo”.

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    M. Frade, não compreendeu o que petendi dizer com ...

  • Munhoz Frade

    Quis dizer “gerar” e não “gerais”. Não reparei na ...

  • Anónimo

    Seria voltar a focar as questões ligadas ao modo d...

  • Munhoz Frade

    Um pouco de polémica, meu caro ZLG:Sabemos que cau...

  • Anónimo

    É pena que o próprio DA não se tenha interessado p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds