Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Política oportunista dos partidos socialistas e sociais-democratas

“Hoje, as forças motoras do capitalismo já não são os empreendedores, mas os investidores financeiros. É o capital financeiro que governa o mundo e que instaura globalmente uma economia de jogos de casino. A crise dos mercados financeiros era portanto previsível e esperada pelos peritos. No entanto, os governos não fizeram nada para impedir esta crise. Nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha, as elites políticas julgaram útil a especulação desenfreada. E o continente europeu inclinou-se frente a este juízo. Mesmo durante as fases em que a maioria dos governos europeus estava formada por partidos afiliados à Internacional Socialista, nenhuma medida foi tomada. A perda da dimensão crítica no que concerne ao capitalismo afundou lamentavelmente toda a política oportunista dos partidos socialistas e sociais-democratas. Se fosse necessário uma prova de fracasso, a crise actual dos mercados financeiros é essa prova.”

 

Oskar Lafontaine

 

Governo recusa esclarecer negócios do Estado com a Eurozinc

Em Declaração Politica na AR sobre a situação das Pirites Alentejanas, José Soeiro denunciou a cumplicidade do Governo com todo o processo "cada vez mais nebuloso e opaco" e questionou a razão da recusa da "entrega dos documentos já requeridos por várias vezes pelo GP do PCP (...) relativos aos negócios do Estado com a Eurozinc envolvendo as Pirites e a Somincor". (...) O cabal esclarecimento de tudo isto continua a impor-se! Os interesses dos trabalhadores e do País assim o exigem."  

 

Ninho de Empresas de Moura concluído em Janeiro

O Ninho de Empresas - Centro de Acolhimento para micro-empresas do concelho de Moura situa-se no Parque Tecnológico de Moura, possui seis espaços para oficinas, quatro gabinetes para serviços, uma sala de formação e bar de apoio e foi criado pela Câmara Municipal de Moura e pela Associação Rota do Guadiana, com um investimento de 530 mil euros, 70% financiado pelo Programa Comunitário Interreg e 30% pelo município, com o objectivo de estimular a economia local prestando apoio, a vários níveis, às empresas recém-criadas ou a outras que queiram instalar-se.

Mais uma iniciativa, que merece destaque, do Município de Moura, que mostra ter um projecto sustentado para o desenvolvimento do Concelho.

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Com certeza que não tem visto no blog o que tem si...

  • Anónimo

    A minha cidade é uma comédia, toda gente sabe o qu...

  • Anónimo

    Isso mesmo.Acertou em cheio.

  • Anónimo

    Realmente seria muito melhor para os boys do PS um...

  • Anónimo

    Nunca toma posição, quero dizer.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds