Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Um dos maiores funerais a que Alvito assistiu

Zé LG Zé LG, 14.12.08

Participei, hoje, numa das maiores manifestações de pesar e de solidariedade a que assisti em Alvito.

Não se tratou apenas do choque causado pela morte de um jovem com menos de 30 anos num acidente de trabalho, em Angola. Foi também a circunstância de deixar viúva com duas crianças de tenra idade e a família – pais, irmãos (um gémeo) e primo que têm passado pelas maiores provações, nos últimos anos.

Esperemos que a manifestação de pesar e solidariedade de hoje tenha contribuído para levar algum conforto (se tal é possível…) à família.

A toda a família, aproveito para manifestar a minha profunda e sincera solidariedade.

 

Miróbriga pode ser apoiada pelo PORAlentejo do FEDER

Zé LG Zé LG, 14.12.08

Questionada pela Eurodeputada do PCP ao Parlamento Europeu, Ilda Figueiredo, Danuta Hübner, a Comissária Europeia para a Política Regional confirmou a existência de programas e apoios comunitários que podem ser canalizados para apoiar a continuação dos estudos de Miróbriga, contrariando assim a política do Ministério da Cultura que alega dificuldades financeiras para a contratação de pessoal técnico tendo em vista a continuação dos estudos de Miróbriga e a promoção do sítio a nível nacional e internacional.

 

“Monte do Casarão” inaugurado em S. Teotónio

Zé LG Zé LG, 14.12.08

como a primeira unidade registada no Concelho de Odemira, ao abrigo da nova legislação do sector que estabelece requisitos mínimos para os estabelecimentos de alojamento local e pretende combater o alojamento paralelo, que até agora não tinha qualquer enquadramento legal e fiscal.
O “Monte do Casarão” conta com seis moradias todas com acesso à Internet, cozinha equipada, aquecimento e lareira e, ainda, uma biblioteca, piscina e lavandaria comum.