Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Os fins e os meios na estrutura do turismo do Alentejo

Quando se ouve falar em sectarismo, processos persecutórios, vingança e falta de transparência nos objectivos, ninguém pode associar isso ao PS e, muito menos, ao que se passou com as últimas eleições para a Região de Turismo de Évora e, agora, com a exclusão do seu presidente, João Andrade Santos, da comissão instaladora da nova Área Regional de Turismo do Alentejo (ARTA), nem com os pólos criados em Alqueva e no Litoral Alentejo.

Nesses processos, quer a direcção distrital quer os autarcas do PS quer, ainda, o secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, tiveram comportamentos exemplares, que só o PCP e os tribunais insistem em manchar.

Nem sequer o facto da ex-Região de Turismo do Norte Alentejano, presidida por Ceia da Silva, o actual presidente da ARTA, ter ficado a dever umas dezenas de milhares de euros à Agência Regional “Turismo Alentejo”, impedindo-a de receber as devidas contrapartidas do governo e, em consequência, de concretizar o seu plano de promoção, deve pôr em causa a sua lisura.

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Comboio parado a 10 km de Beja. Continua a saga! Q...

  • Anónimo

    Uma leitura curiosa do J.Espinho.Algo incoerente e...

  • votante

    Pois eu vou votar, mas com a convicção que o meu v...

  • Anónimo

    Que os Baixo-Alentejanos votem CONTRA o Governo do...

  • Francisco Santos

    Para além de tudo isso a Maria Alice foi uma das p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds