Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Associação de Utentes de Saúde do Distrito de Beja vai lançar uma Petição

reclamando, entre outras matérias: o alargamento dos horários dos centros de saúde; o reforço dos recursos humanos, sobretudo de médicos; o reforço das viaturas de suporte intermédio de vida (SIV) e a garantia dos recursos humanos indispensáveis ao seu funcionamento e a instalação de um Centro Distrital de Orientação de Doentes Urgentes, na sede dos Bombeiros Voluntários de Beja, que será entregue na Assembleia da República.

A Associação vai, ainda, solicitar reuniões com os Conselhos de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Alentejo e da ARS do Alentejo, bem como com os presidentes das câmaras municipais do distrito de Beja.

 

Acção Geral de Protesto e Luta da CGTP, hoje

Porque «esta revisão das leis laborais, a carestia de vida, as pensões e os salários baixos são inaceitáveis», a CGTP-IN apela à participação, hoje, na Acção Geral de Protesto e Luta.

Em Faro, Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Guarda, Marinha Grande, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Vila Real, Viana do Castelo, Viseu, Funchal, Angra do Heroísmo, Horta e Ponta Delgada, os trabalhadores vão sair à ruas porque sobram motivos para o descontentamento e o protesto dos trabalhadores e da população em geral.

«Em vez de cumprir as suas promessas eleitorais, o Governo tenta promover uma “negociata apressada”, a coberto da Concertação Social», acusou a CGTP-IN, considerando que «Perde o desenvolvimento de Portugal, ganha o especulador financeiro», lembrando que “a tão falada crise não é para todos”

Câmara de Ourique apresentou projecto de acção social

A Câmara municipal de Ourique vai passar a comparticipar em 50 % os medicamentos adquiridos pelos mais idosos, mediante apresentação do talão da farmácia e da fotocópia da receita médica.

Esta medida surge na sequência de outras iniciativas de cariz social, já implementadas, e que pretendem contribuir para um aumento da qualidade de vida dos munícipes: a Unidade Móvel de Saúde, que tem permitido levar os cuidados de saúde à população mais isolada; o transporte colectivo “Serra Acima”, que serve a população dos montes da freguesia de Santana da Serra e permite idas regulares e gratuitas à sede de freguesia; e, por fim, a entrada em funcionamento da carrinha de “Arranjos Domésticos”, destinada também à população mais idosa.

 

Comentários recentes

  • Zé LG

    Se não disser do que se trata ficamos na mesma, se...

  • Anónimo

    Estranho, sim...

  • Anónimo

    Sem dúvida.Um autentico murro no estomago no todo ...

  • Anónimo

    Concorso, embora há um senão, que não foi esclarec...

  • Anónimo

    O Ministério da Agricultura foi decapitado e desme...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds