Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

XIV FACAL, de 19 a 22, em Almodôvar

A XIV FACAL - Feira de Artes e Cultura é inaugurada amanhã, às 18h00, no Auditório do Pavilhão do Município (Recinto da Feira), com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, Dr. Eduardo Cabrita, e decorre até ao dia  22, no Campo das Eiras, em Almodôvar, com um programa que inclui Ágata e Sérgio Rossi no dia 19 (Quinta-Feira), Ana Malhoa no dia 20 (Sexta-Feira), Roberto Leal no dia 21 (Sábado) e João Paulo Cavaco e Xico Barata no dia 22 (Domingo) e diversos colóquios que, este ano, serão subordinados às temáticas da Agenda 21, Turismo no Concelho e Energias Renováveis.

 

ACOS acusa CAP de atitudes presunçosas e “chauvinistas”

Em resposta ao comentário do Presidente da CAP, relativamente à ausência do primeiro-ministro e do ministro da Agricultura na Feira de Santarém, afirmando "estranhar" que José Sócrates tenha "sempre tempo para visitar a Ovibeja, no Alentejo, e não o certame mais importante do país", o presidente da ACOS/Comissão Organizadora da OVIBEJA, Eng.º Castro e Brito, emitiu um comunicado em que acusa a cúpula da CAP de preferir “atitudes presunçosas e “chauvinistas” como esta contemplação única do seu umbigo” e lembra que:

“Mesmo numa região pobre e a atravessar graves riscos de desertificação humana, a OVIBEJA tem conseguido encontrar argumentos para atrair o tecido empresarial e social, sempre sem regatear primeiros, segundos ou outros lugares no ranking das feiras agrícolas nacionais ou internacionais. Entendemos que todas elas são importantes enquanto promotoras do desenvolvimento, desde que sejam úteis para os agricultores e para a economia do sector.”

 

9 milhões euros de incentivo à inovação para o Alentejo

O governo assinou 143 contratos de incentivos à inovação, num valor de 219,3 milhões de euros provenientes do QREN, num investimento total de 520 milhões de euros.

De acordo com o governo, as micro, pequenas e médias empresas são as que mais beneficiam destes apoios, concentrando a maioria dos projectos, sendo a maior fatia do financiamento assegurada por verbas do Programa Operacional Factores de Competitividade.

No Alentejo foram aprovadas oito candidaturas, com uma ajuda de 9,098 milhões euros.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Dra, tendo em conta que temos 21 deputados europeu...

  • Ana Matos Pires

    Tranquilizar os demais é o meu nome do meio. Mande...

  • Anónimo

    A iniciativa do movimento é meritória mas inócua e...

  • Anónimo

    Obrigado pela sua douta opinião! Ainda bem que há ...

  • Anónimo

    Mas quem é que verdadeiramente pode dizer que conh...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds