Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Um Modelo de Parque” em Estremoz

Zé LG, 26.05.08

Trata-se de um conceito inovador que visa criar espaços verdes e dotá-los de infraestruturas que promovam o convívio entre gerações, é composto por três áreas distintas – parque infantil, parque sénior e jardim, equipado com aparelhos e um circuito, concebido com o parecer técnico da Faculdade de Motricidade Humana, para promover o exercício físico e actividades ao ar livre em família.

 

É só fumaça!

Zé LG, 25.05.08

O primeiro-ministro, acompanhado do ministro da Economia e de uma grande comitiva, integrando cerca de oitenta empresários, deslocou-se à Venezuela, onde vive uma das maiores comunidades portuguesas, em visita oficial em que assinou, com o Presidente da República daquele país, vários acordos comerciais.

Quando se esperava que a comunicação social nos falasse da comitiva, daquela comunidade portuguesa, dos acordos assinados ou daquele país anfitrião, falou-nos de dois cigarros, fumados por quem não devia, não só por uma questão de saúde mas também porque a lei o não permitia.

Efectivamente, os cigarros que o primeiro-ministro e o ministro da Economia fumaram no avião, fretado para transportar a comitiva, no voo para a Venezuela, ganharam uma importância que subalternizou tudo o resto.

Os critérios que estiveram na base da sua composição da comitiva, os contributos que a comunidade portuguesa tem dado para o desenvolvimento dos dois países, o interesse dos acordos assinados para Portugal e a evolução que a Venezuela tem registado nos últimos anos perderam quase toda a importância face àquela cigarrada.

Agora, depois desta visita e de uma cigarrada do primeiro-ministro com o ministro da Economia, toda a gente sabe que não se pode fumar em aviões, mesmo no caso de voos fretados e de governantes.

Também todos ficámos a saber que José Sócrates é viciado no tabaco, que já tinha deixado de fumar quando passou a fazer “jogging” mas que teve uma recaída, mas que agora, palavra de primeiro-ministro, vai deixar de fumar.

Para além desta nova promessa, José Sócrates fez o seu acto de contrição ou autocrítica pública, mostrando quanto a proximidade de vários actos eleitorais o está a tornar humilde, pedindo desculpa por se ter deixado apanhar “com a boca na botija” ou, melhor dizendo, com o cigarro na boca.

Mas como a aprendizagem da humildade é um processo complexo, o primeiro-ministro, imediatamente a seguir a ter pedido desculpa por ter sido apanhado a fumar onde não podia, tratou logo, como é seu hábito, de apresentar uma desculpa para a falta cometida.

Desta vez, não atirou a culpa para os governos anteriores nem para as oposições, apesar de, algum tempo passado e de se ter recomposto daquele “passo em falso”, não ter resistido, como é seu hábito também, a acusar as oposições de estarem a tentar aproveitar-se daquela sua fraqueza humana.

Nem sequer responsabilizou a crise internacional, o aumento do preço do petróleo, a União Europeia ou o mau tempo que se tem feito sentir.

Não, nada disso. Desta fez a explicação para a infracção cometida foi, pasme-se, o desconhecimento da lei, se esta se aplicava ou não naquelas condições, etc. e tal.

E este é, a meu ver, o aspecto mais grave, e menos tratado, de todo este processo da fumaça do primeiro-ministro.

Então o primeiro-ministro que determina uma política anti-tabagista, que manda fazer uma lei para enquadrar essa política e que é o primeiro responsável pela sua concretização não conhece a lei?!

Não é só o princípio de que “o desconhecimento da lei não serve a ninguém” que foi posto em causa pelo primeiro-ministro. É também, e principalmente, a sua declaração pública de que as políticas que determina e as leis que as concretizam são só para os outros cumprirem, porque ele nem sequer as conhece.

Não sei porquê, este processo fez-me lembrar aquela anedota em que o homem ao apanhar a esposa a fumar na cama com o amante desabafou: “Com que então agora também fumas?! – modernices!”.

Lido na Rádio Terra Mãe, em 21.05.2008.

 

Este fim-de-semana acontece no Parque

Zé LG, 22.05.08

de Feiras e Exposições de Beja:

- Feira Outlet, Stoks e Reduções, de Sexta-Fera a Domingo, no Centro Municipal de Exposições;

- Mercado Quinzenal, no Sábado, de manhã, no Pavilhão Nº 1;

- Rali Vodafone Transibérico TT, no Domingo, de manhã, no Parque de Estacionamento.

 

Mora gera guerra verbal entre PCP e PS no distrito de Évora

Zé LG, 22.05.08

Norberto Patinho, o presidente da Federação do PS de Évora, garantiu que “Mora sempre fez parte do distrito de Évora e vai continuar a fazer”, acrescentando que o PS está disposto a aceitar que a Unidade Territorial do Alentejo Central coincida com o Distrito de Évora, mas lembrou que o presidente da Câmara de Mora nunca falou com os autarcas socialistas sobre esta questão.

O PCP assegurou “que foram os sete presidentes de Câmara do PS no Distrito, com o acordo da presidente da CCDRA os únicos responsáveis” pela exclusão do concelho de Mora da NUTIII - Unidade Territorial do Alentejo Central, acusando o PS de defender estratégias partidárias em vez de defender as populações e reclama que o Governo intervenha e reponha uma realidade histórica na região, ou seja, que o concelho de Mora faça parte daquela NUTIII.

 

XXII Escalada do Mendro

Zé LG, 21.05.08

realiza-se amanhã, organizada pela Câmara Municipal de Vidigueira realiza, em colaboração com a “Terras Aventura” e a Associação de Atletismo de Beja.

 

Esta prova, integrada no calendário Oficial de Corrida em Montanha da Federação Portuguesa de Montanhismo e Escalada e em que são esperados mais de 500 participantes de vários pontos do país, tem três vertentes: a corrida competitiva, de 10 kms, que liga Vidigueira ao Alto da Serra do Mendro, uma corrida jovem, com circuito pelas ruas da vila, e uma caminhada de 7 kms.

Sócrates condenado a pagar 10 mil euros a jornalista

Zé LG, 21.05.08

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou, na semana passada, o primeiro-ministro José Sócrates a pagar 10 mil euros por danos não patrimoniais causados ao jornalista do Público José António Cerejo, a quem acusou, em carta publicada naquele diário, de ser «leviano e incompetente», de padecer de «delírio» e de servir «propósitos estranhos à actividade de jornalista».

O tribunal considerou que a carta de Sócrates, publicada a 1 de Março de 2001, teve «impacto junto da opinião pública» e criou «um ambiente de dúvida que afecta a credibilidade do autor [o jornalista], junto da administração pública, passando [este] a ter dificuldade em obter informações de fontes públicas»

 

MARÉ celebra 10º Aniversário

Zé LG, 21.05.08

com a realização de várias vão iniciativas, ao longo desta semana, com destaque para diversas acções do Programa de Educação Alimentar Infantil.

O Mercado Abastecedor da Região de Évora (MARÉ) nasceu em 1998 que nasceu, para testar o modelo dos novos Mercados abastecedores do País, vendo-se obrigado, numa década, a evoluir de simples mercado para plataforma logística.

 

Aeroporto de Beja permite fazer «outras contas» no turismo do Alentejo

Zé LG, 21.05.08

Em 2007, «os turistas vieram em maior número e ficaram mais tempo, gastando muito mais dinheiro», classificando-se como «o melhor ano que o turismo teve no Alentejo desde a década de 90», informou António Lacerda, o director da Agência Turismo do Alentejo, frisando que «Os territórios de Alqueva e Litoral Alentejano vão ser as duas novas centralidades do Alentejo quando estiverem prontos os projectos de grande dimensão turística aprovados para estas zonas» e que «O Aeroporto de Beja vai ser uma alavanca poderosíssima para a proximidade dos mercados externos. Quando o Alentejo ficar a duas horas de Londres ou Paris, aí vamos começar a fazer outras contas!».

 

Maioria está satisfeita com presidentes das câmaras

Zé LG, 20.05.08

Um estudo de opinião sobre a actuação do Poder Local e dos seus diversos agentes, efectuado pela Eurosondagem, entre 11 a 15 de Fevereiro, que foi hoje apresentado assinalando o "Dia do Poder Local" e a data de aniversário da fundação da ANMP, revela que 20,5% dos inquiridos dizem estar muito satisfeitos, 47% satisfeitos e cerca de 27% pouco ou nada satisfeitos com a actuação dos seus presidentes de Câmara.

 

Os resultados do estudo de opinião, mostram também que a qualidade dos serviços prestados pelas câmaras municipais "é considerada boa pela maioria e só cerca de 12% é que não está satisfeita" e que "os cidadãos pretendem que o Poder Local se envolva mais em áreas” que "são competências da própria administração central, nomeadamente a segurança, acção social e educação", revelou Fernando Ruas, o presidente da ANMP.

Holandeses querem construir fábrica de óleos essenciais em Moura

Zé LG, 20.05.08

Os empresários holandeses Wilelmina De Jong e Olavo Luijkx, que exploram uma propriedade situada entre Amieira e Alqueva, pretendem instalar uma fábrica em Moura, que poderá criar “cinco ou seis postos de trabalho”, onde sejam transformados o rosmaninho, a esteva, o alecrim, o poejo, a perpétua das areias, a camomila e a malva em óleos essenciais, cuja produção poderá aproveitar as águas termais de Moura.

 

Portugal considera insuficiente estudo de impacto ambiental da refinaria de Badajoz no Alentejo

Zé LG, 20.05.08

"O Estudo de Impacte Ambiental (do projecto de construção de uma refinaria de petróleo em Badajoz) não faz referência aos aspectos relacionados com eventuais impactos transfronteiriços, designadamente, o tipo de contaminação, grau e extensão da mesma, que poderá contaminar os solos e recursos hídricos do território português", refere o relatório da Agência Portuguesa do Ambiente enviado para Espanha, acrescentando que devem ser considerados os aspectos da qualidade do ar no Alentejo Interior.

 

Fluviário de Mora ganhou Menção Honrosa na BIAU 08

Zé LG, 19.05.08

O Fluviário de Mora, criado pelo Municípo sem o prometido apoio do Estado, ganhou uma Menção Honrosa, na categoria de Melhor Obra, na VI edição da Bienal Ibero-Americana de Arquitectura e Urbanismo (BIAU).

O Fluviário de Mora é uma obra conjunta da Teixeira Duarte e da Promontório Arquitectos, que inclui empresas como a Consestudi, firma americana especializada em museus vivos, Turmar, responsável pela captura e entrega dos peixes, e a Y-Dreams, para a concepção multimédia, além da participação de nomes como Pedro Salgado, considerado o melhor ilustrador científico do mundo, e Henrique Cayatte, que produziu o logótipo e a sinalética do edifício.