Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

O capitalismo não é o fim da história!

As tentativas de substituir o capitalismo pelo socialismo não deram, até agora, bons resultados e tiveram, nalguns casos custos insuportáveis. Mas importa não esquecer que algumas conquistas dos trabalhadores e civilizacionais não teriam sido alcançadas, ou teriam sido mais difíceis de alcançar, sem aquelas experiências.

Sou dos que continuam a acreditar que, por terem falhado aquelas experiências, não foi demonstrado que o capitalismo seja a melhor solução para o mundo melhor, que ambicionamos.

 

Alvito - o concelho com maior taxa de mortalidade

Alvito foi o concelho com maior taxa de mortalidade entre 2000 e 2004, com 1.321,3 óbitos anuais por 100 mil habitantes, indica um estudo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

No extremo oposto está o concelho de Vendas Novas, com 774,1 mortes anuais por 100 mil habitantes, sendo a taxa nacional de mortalidade no mesmo período de 964,8 por 100 mil habitantes.

Dos cinco concelhos com registos mais elevados de mortes integradas no grupo "todas as causas, excepto as causas externas", quatro localizam-se no distrito de Beja: Alvito, Cuba, Aljustrel e Serpa.

Quanto aos concelhos com menor mortalidade, três ficam no distrito de Évora: Vendas Novas, Borba e Alandroal.

Em Portugal continental, a taxa anual média dos internamentos foi de 8.750,8 por cem mil habitantes. Entre os homens, esse número foi de 8.258,3 e nas mulheres de 9.337,7.

Com taxas mais reduzidas de internamentos - entre 5.081,2 e 5.565,0 - estão os concelhos de Mértola e Barrancos.

Os concelhos interiores do Alentejo apresentaram taxas de mortalidade muito elevadas, mas não se destacaram no registo de internamentos hospitalares.

 

"VEMOS OUVINOS & LEMOS"

o Espaço do cartoonista Luís Afonso, em Serpa, - agora com gerência de Paulo Barriga e de Filipa Figueiredo – tem "reinauguração" agendada para a tarde do dia 17, com o lançamento de um novo projecto musical de Paulo Ribeiro intitulado "Mosto" (simbiose entre o cante alentejano e o piano), com a abertura de duas exposições simultâneas de André Letria, com o lançamento do mais recente livro infantil de Carla Maia de Almeida, "Não Quero Usar Óculos" e com a presença do Chefe Nobre, do Hotel da Cartuxa, que irá preparar as tapas que farão a temporada de Verão das duas esplanadas do Espaço VOL .

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora aqui está uma área em que os nossos autarcas s...

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds