Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"Memória e Identidade - Alfaia Agrícola Tradicional"

é o nome de uma exposição, que estará patente, durante três anos, no novo museu do trabalho rural, instalado no antigo quartel da GNR de Abela, com mais de 200 peças ligadas à lavoura de outrora, que amanhã, Dia Internacional do Trabalhador, abrirá portas, numa iniciativa da Junta de Freguesia local em parceria com a Câmara Municipal de Santiago do Cacém, integrado no projecto "Revitalizar A Bella", apoiado pelos programas Agris e Leader.

O novo espaço pretende "mostrar parte da vida rural do concelho", contando, para isso, com a colaboração de dezenas de populares, que "ofereceram ou emprestaram a maioria das peças, utilizadas por si ou pelos seus antepassados", explicou o presidente da Junta de Freguesia, José Catalino.

Mora manifesta-se pela integração no Alentejo Central

A população de Mora sai hoje, às 18h30, à rua para uma manifestação em defesa da integração do concelho na unidade territorial (NUT III) do Alentejo Central (Évora), em vez de continuar a pertencer à do Alto Alentejo (Portalegre), como há vários anos, conforme o actual modelo publicado, este mês, em Diário da República.

A população já enviou «mais de dois mil postais» ao primeiro-ministro garantindo que « estamos muito zangados consigo e com o seu governo por estarem a fazer mal à nossa terra. Há uns anos atrás, alguém nos colocou, por engano, no distrito de Portalegre, nós que somos e sempre fomos (desde 1840) do distrito de Évora».

«Meteram-nos lá [no Alto Alentejo] por engano e agora há sete presidentes de câmara do PS que, por motivos políticos, não nos querem na NUT do Alentejo Central», « por causa da presidência da Associação de Municípios do Distrito de Évora. Eles não querem que entre a Câmara de Mora», afirmou o presidente da Câmara, José Sinogas, que já manifestou indignação relativamente a este assunto e reuniu com o secretário de Estado Adjunto e da Administração Local, Eduardo Cabrita.

Cabaceira substitui Candeias na Câmara de Elvas

Eurico Candeias pediu a suspensão do mandato de vereador na Câmara Municipal de Elvas, pelo período de um mês, invocando motivos de saúde, devendo ser substituído pelo presidente da Comissão Política Concelhia de Elvas do PSD, José Júlio Cabaceira, que foi o terceiro da lista da coligação PSD/PP, atrás de José Carlos Fonseca, que renunciou ao mandato antes da tomada de posse, e de Eurico Candeias.

“Sem agricultura não há mundo rural e sem ele não há desenvolvimento"

Jerónimo de Sousa disse, durante a sua visita de ontem à Ovibeja, que "esta feira contradiz as políticas que o Governo tem vindo a desenvolver neste sector, aqui acredita-se na agricultura e nos agricultores, porque sem agricultura não há mundo rural e sem ele não há desenvolvimento".

O secretário-geral do PCP referiu ainda que está de acordo "com o bom investimento estrangeiro", que devemos ver a nossa vizinha Espanha como um parceiro próximo com quem podemos ter relações a partir da nossa capacidade produtiva" e que "para isso o IP8 deve ter quatro faixas de rodagem até à fronteira espanhola".

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ora aqui está um tema que deveria ser motivo de re...

  • Anónimo

    Pelos vistos vai ser o primeiro a profanar o sítio...

  • Anónimo

    Tens toda a razão. Já cá faltava a patetice da com...

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds