Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Todo o Alentejo deste mundo”

Aí está mais uma edição da Ovibeja, a 25ª.

Certamente que muito poucos, se é que houve alguém, acreditaram que a Ovibeja alguma vez atingiria a dimensão e a qualidade que atingiu.

Quem poderia imaginar, há 25 anos, que aquela pequena mostra de ovinos e caprinos, integrada na tradicional Feira da Primavera ou de Maio, viria a crescer como cresceu e a impor-se como a grande feira do Alentejo e de todo o Sul e a ter o impacto que alcançou?

Cresceu, ganhou casa própria, ocupou a casa do vizinho e contribuiu decisivamente para a construção do maior parque de feiras e exposições do Sul.

De pequena mostra de ovinos e caprinos transformou-se gradualmente em feira generalista, sem nunca perder a sua identidade, garantindo uma forte componente agro-pecuária e actividades relacionadas quer a montante quer a jusante, de que se destaca a mostra “SaborAlentejo”, onde são apresentados dos melhores produtos agro-alimentares da região.

Criou um modelo próprio, que foi sendo adoptado por algumas das feiras tradicionais e pelas novas entretanto criadas, que, a par da feira-exposição, integra uma forte componente formativa e de divulgação e um festival musical, para além de um variado leque de outras actividades de animação e outras.

Contribuiu para o aparecimento de um mercado novo, com novas actividades económicas e empresas, que se foram tornando, progressivamente, necessárias à realização de feiras e exposições.

Transformou-se no maior acontecimento anual do Alentejo e o que melhor promove a região e Beja, em particular.

Tornou-se num espaço privilegiado de visita obrigatória das principais figuras públicas, institucionais, políticas e outras e, nalguns casos, palco de apresentação de políticas, programas, produtos e serviços e outras iniciativas.

Tudo isso aconteceu graças à competência da organização, em primeiro lugar, a alguns apoios institucionais e empresariais, à adesão dos expositores e do público, principalmente, do povo alentejano, que a adoptou como sua, desde o início, e a tem sabido usar como a sua sala de visitas colectiva.

Esta edição da Ovibeja assinala o seu primeiro quarto de século. É, por isso, uma edição especial.

Para além desse aspecto de grande significado, a 25ª Ovibeja integra algumas iniciativas e componentes que a valorizam ainda mais, de que merece destaque a “Villa Bio”, incluindo feira de produtos da agricultura biológica, as energias renováveis e outras actividades ambientais.

As bodas de prata da Ovibeja vão ser assinaladas com a dignidade que justifica e nisso se empenharam os organizadores, em primeiro lugar, os prestadores de serviços, os expositores, Beja e a região.

A Ovibeja é o acontecimento que mais contribui para alimentar a auto-estima dos alentejanos e para afirmar o Alentejo como região de enormes potencialidades, capaz de alcançar um futuro melhor.

Não falte à 25ª Ovibeja! Vai lá estar “todo o Alentejo deste mundo”…

 

Lido na Rádio Terra Mãe, em 23.04.2008.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

  • Anónimo

    Se são carneirinhos ou não como V.a Ex.a defende, ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds