Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"O Governo trata mal os idosos e os reformados",

Zé LG, 29.03.08

acusou Jerónimo de Sousa, ao saudar os milhares de reformados que se manifestaram esta  tarde para reivindicar o aumento das pensões, a abolição das taxas moderadoras e a revisão do complemento solidário do idoso.

"Os reformados e idosos estão a ser alvos da política de direita deste Governo", salientou secretário-geral do PCP, apontando como exemplos as alterações à lei de bases da Segurança Social, o encerramento de serviços de Saúde, o aumento do preço dos medicamentos ou a desvalorização das pensões.

Carvalho da Silva diz que "diabolização" do sindicalismo é "erro estratégico"

Zé LG, 29.03.08

O líder da CGTP defendeu que a "diabolização" do sindicalismo é um "erro estratégico profundo", considerando "impensável" obter um quadro de relações laborais eficaz numa "lógica de combate ao sindicalismo e às organizações dos trabalhadores".

"Um debate profundo para produzir efeitos de mudança na sociedade portuguesa só pode ser feito directamente com os actores que existem e estão no terreno, tem de ser feito com os sindicatos e com os patrões. Custe o que custar mas é por ai", disse Carvalho da Silva.

"Ao discutir as leis laborais, não podemos deixar de constatar que os trabalhadores vêm sendo profundamente penalizados, com mais desemprego, com o aumento acelerado de precariedade e com mais rupturas de solidariedade", acrescentando que "temos de ter a noção de que os professores mais jovens já têm adquirido uma coisa, vão ganhar menos um terço do que ganhavam os mais velhos para as mesmas funções e exigências".