Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Grupo de Cante Coral Alentejano de Alvito na Casa do Alentejo

No passado dia 16 de Fevereiro, o Grupo de Cante Coral Alentejano de Alvito, deslocou-se a Lisboa, para participar no programa Tardes Alentejanas no palco da Casa do Alentejo.

Segundo a Junta de Freguesia de Alvito, “a confraternização foi muito positiva, cantaram-se umas modas, contribuiu-se para a preservação da cultura e tradições populares e divulgou-se o Concelho”.

Central de produção de energia prevista para Alvito

A empresa Mariano Lopes e Filhos, instalada em Alvito (Beja) e propriedade da União de Cooperativas Agrícolas do Sul (UCASUL), pretende construir uma central de produção de energia, a partir de biomassa, para aproveitar o esperado aumento de bagaço de azeitona oriundo dos lagares do Alentejo, com a exploração dos novos olivais, muitos de espanhóis.

«Será mais uma forma de valorizar o bagaço», além da extracção de óleo e da produção de bagaço tratado que já são feitas na empresa, disse Aníbal Martins, responsável da UCASUL, acrescentando que a empresa está a «desenvolver diligências» junto do Ministério da Economia para «obter licença para a central», já que, até agora, «têm sido atribuídas licenças sobretudo a centrais de biomassa a partir de resíduos florestais»,.

Além da central de biomassa «alimentada» a bagaço, com uma potência instalada de três megawatts (MW), o projecto, orçado em 25 milhões de euros, prevê também a instalação de uma outra central de produção de energia, a partir de gás natural, com uma potência de 15 MW.

As duas centrais poderão começar a funcionar «entre dois a três anos após a obtenção da licença», previu Aníbal Martins, referindo que «já há três parceiros interessados no projecto», uma empresa portuguesa e dois grupos, um espanhol e outro belga.

Aluno de Castro Verde conquista 5ª medalha nas Olimpíadas de Matemática

Filipe Valeriano, aluno do 12.º da Escola Secundária de Castro Verde, conquistou a 5ª medalha nas Olimpíadas Portuguesas de Matemática, tornando-se assim o 3º concorrente a conquistar uma por cada ano possível de participação.

Em comunicado, a Sociedade Portuguesa de Matemática, refere que, em 25 anos, este feito ocorreu apenas 2 vezes. Filipe Valeriano, que conquistou este ano uma medalha de prata na categoria B das Olimpíadas em que participaram cerca de 30 mil alunos de 1100 escolas, já tinha sido premiado em 5 edições das Olimpíadas.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

  • Anónimo

    Alguém sabe em que dia desfila o imperador, as oda...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds