Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

2º Congresso das Açordas em Portel

Zé LG Zé LG, 06.03.08
Durante 3 dias e pelo 2º ano, Portel será palco de saberes e sabores onde vários oradores, historiadores, especialistas gastronómicos, professores, nutricionistas e chefes de cozinha irão abordar, as raízes históricas, as qualidades nutricionais e a importância da açorda na gastronomia alentejana.

Para além da vertente teórica que abrange os colóquios e os debates, esta iniciativa levada a cabo pela Câmara Municipal de Portel, inclui ainda uma Feira Gastronómica e de Produtos Regionais, exposições e espectáculos musicais, onde o fado e a música tradicional alentejana, tal como a açorda, nos acompanham desde as nossas origens.

Ver Programa

Terra Vermelha

Zé LG Zé LG, 06.03.08

— Crença e Insubmissão no Alentejo do Século XX

é um livro de Paulo Barriga,

com prefácio de Francisco Camacho,

editado pela Guerra e Paz, na Colecção “O Passado e o Presente”, à venda a partir de hoje.

 

Terra Vermelha é um livro de histórias do Alentejo, com reportagens históricas, umas vezes mais lúdicas, outras mais etnográficas, outras mais documentais, relatos de acontecimentos individuais, singulares, únicos, artigos que, no seu todo, consubstanciam uma grande reportagem sobre uma certa «História do Alentejo rural».

PCP comemora hoje o 87º aniversário

Zé LG Zé LG, 06.03.08
“Comemoramos o 87º aniversário do PCP, começando por lhe oferecer uma das mais belas prendas possíveis: a impressionante Marcha Liberdade e Democracia que no passado sábado trouxe à rua mais de cinquenta mil militantes comunistas - aos quais se juntaram muitos democratas que, não sendo comunistas, partilham as preocupações destes face à evolução da situação do País no que diz respeito à ofensiva contra o regime democrático.”

 

José Casanova, in editorial do Avante!