Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Espírito Santo está por todo o lado, acusa Louçã

"Somos contra o princípio dos PIN, uma lei que viola a lei, para permitir negócios que a lei não devia permitir", garantiu o líder bloquista Francisco Louça, durante uma visita à Comporta, acusando o governo de ter viabilizado um conjunto de empreendimentos turísticos em zonas protegidas do litoral alentejano através dos "Projectos PIN", porque "Não é apenas a destruição de zonas protegidas que está em causa. É também a facilidade com que os negócios se fazem contra o interesse público que está aqui em causa".

"O povo tem uma expressão que se aplica muito bem ao grupo Espírito Santo: é como o piolho na costura, está por todo o lado. Investiga-se o caso Portucale - um milhão de euros nas contas do CDS - e, vamos ver: Espírito Santo". "No caso dos submarinos - 24 milhões de euros que aparecem numa conta em Inglaterra - também um favorecimento do CDS - e lá está: Banco Espírito Santo". "Ou seja, o negócio está sempre acima do interesse público e aparece sempre o Banco Espírito Santo", frisou o dirigente do Bloco de Esquerda, assegurando que os empreendimentos turísticos da costa alentejana não constituem solução para o problema do desemprego.

O Grupo Espírito Santo reagiu às acusações afirmando pautar a sua conduta "pelo escrupuloso respeito das regras que regem as actividades que desenvolve" e denunciando "o tom de impunidade trauliteira" das declarações de Louça, classificando o Bloco de Esquerda como "uma organização radical que se auto-proclama contra a iniciativa privada" e defendendo que "o combate político não justifica tudo, nomeadamente a mentira, os insultos e a desinformação que, infelizmente, constituem a prática do líder do Bloco de Esquerda".

Comentários recentes

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

  • Anónimo

    Tal e qual ... até que enfim que alguém vai ao cer...

  • Anónimo

    Esta técnica de mal-dizer é cronicamente utilizada...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds