Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Festival Terras sem Sombra regressa a Alvito

Dia 2 realiza-se, pelas 21h00, na Igreja Matriz de Nª Srª da Assunção, em Alvito, um concerto com o agrupamento Ensemble Alpha intitulado Dois mundos: Oriente/ Ocidente na Bacia do Meditarrâneo, integrado no Festival Terras sem Sombra – Festival de Música Sacra do Baixo Alentejo, promovido pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja e pela Arte das Musas, com o apoio da Direcção-Geral das Artes do Ministério da Cultura, de um conjunto de entidades e dos municípios de Almodôvar, Alvito, Beja, Castro Verde, Mértola e Santiago do Cacém.

"Redução do défice feita à custa dos mais desfavorecidos"

O economista Eugénio Rosa efectuou um estudo e concluiu que “a redução do défice, em 2007, foi feita também à custa dos desempregados e dos reformados”, que "o Governo no lugar de optar por um combate mais eficaz à fraude e evasão no pagamento de contribuições à Segurança Social, optou por reduzir as pensões, mesmo as mais baixas, e diminuir os apoios aos desempregados".

"Quero estrelas"

"Depois desta referência, vou ser ainda mais rigoroso. Vou seleccionar mais (a clientela) e tentar ter mais qualidade. Quero estrelas. Isto é uma grande responsabilidade para mim e não me vou colocar à sombra da bananeira",

afirmou Ernesto Ferro ao semanário Correio Alentejo,

de 25 deste mês, a propósito da inclusão de "A Varanda" no "Guia Michelin 2008".

 

"O turismo pode, de facto, ser uma mais-valia para a região. Mas têm de ser criados mais empreendimentos e divertimentos. Porque as pessoas podem estar fartas de andar nas grandes cidades, mas também não vêm para o Alentejo para se sentar à sombra de uma azinheira",

advertiu ainda.

Comentários recentes

  • Ana Matos Pires

    Regional de Saúde Mental do Alentejo? Não há.

  • Anónimo

    Planos? Há muitos!

  • Ana Matos Pires

    É pá, como é que nunca nos tinha ocorrido isso? Ob...

  • Anónimo

    Ja viram a capa do Correio do Alentejo desta seman...

  • Anónimo

    o Cocas tambem tem direito á vida.Ficam as restant...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds