Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Avestruzes

 

Macho                                                            Fêmea, com o cio

PCP acusa BE de ter ficado refém do PS

Jorge Cordeiro, da Comissão Política do PCP, analisa assim o recente acordo do BE com o PS na Câmara Municipal de Lisboa:

 

“O que aqui se quer é não deixar que a mentira faça caminho e evidenciar três factos. Primeiro, o de Louçã não ter resistido a … acusar o PCP de, pelo simples acto da assunção de pelouros, se coligar ou aliar com o PSD em outros municípios, para assim justificar o acordo do BE com o PS.
Segundo, o de notar que … Ao dar garantias por antecipação à aprovação dos planos e orçamentos o BE não só se dispõe ao papel de refém do PS como é sinal de bem mais que um mero acordo para assunção de pelouros e responsabilidade.
Por último, mas o mais importante, … é que BE e Sá Fernandes assumiram já de corpo inteiro o pior da política nacional do governo do PS: o ataque aos trabalhadores e à sua estabilidade de emprego.”

 

Ver texto completo aqui.

“Campo Maior Tradições”

é uma organização da Câmara Municipal, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, de hoje até 2 de Setembro, e a através da qual a vila de Campo Maior celebra a sua identidade e “revive” tradições locais, numa iniciativa que inclui a decoração das janelas das casas com flores de papel, feitas à mão.


A iniciativa, explicou à Lusa Ana Golaio, a vereadora da Cultura da Câmara Municipal, evoca a arte popular, etnografia, gastronomia, folclore e música tradicional, integrando a mostra “Varandas a São João”, através da qual se pretende mostrar a arte popular das flores de papel feitas à mão, que atinge o seu "expoente máximo” em Campo Maior.

VEJA AQUI O PROGRAMA COMPLETO

Comentários recentes

  • Anónimo

    O termo "velha" com que te referes à senhora que m...

  • Anónimo

    Não fecha.Sofre a evolução para cuidados de proxim...

  • Anónimo

    E o PS não se sente incomodado com a saúde no Dist...

  • Anónimo

    CIDADE DE PANHONHAS...

  • Anónimo

    Agora é passado, mais uma vez. A ULSBA não terá es...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds