Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Lua (quase) cheia

Zé LG, 29.07.07

Há entardeceres assim.

 

A lua estava (quase) cheia.

 

Foi na Sexta-Feira.

 

Na Costa Alentejana.

 

O Festival Músicas do Mundo realiza-se por aquelas bandas e atrai milhares e milhares de pessoas, para além das que as procuram  "apenas" pelas belas praias, deslumbrantes paisagens ou rica gastronomia.

Já não era sem tempo

Zé LG, 29.07.07

Já não era sem tempo

A passagem inferior ao km 117,480 da Linha do Alentejo, em Vila Nova da Baronia, vai finalmente ser construída.

 

A REFER assinou, no dia 16, o Auto de Consignação para a construção de seis passagens desniveladas ao caminho-de-ferro, entre as quais está a aquela, em Vila Nova da Baronia. O prazo de execução global da empreitada é de 240 dias.

 

PCP exige investigação a eventual radioactividade em empresa do Seixal

Zé LG, 29.07.07

O PCP exigiu hoje que o Governo apure a eventual utilização de sucata com níveis de radioactividade superiores ao admissível nos fornos de produção, por parte da Ecoretas, associada da SN Seixal, situada no parque da Siderurgia Nacional, no Seixal.

"É necessário que o Governo faça um apuramento rigoroso sobre o que se passa, se há radioactividade, em que níveis, que tipo de controlo existe, não só na empresa mas durante o transporte e que medidas foram tomadas para proteger os trabalhadores", afirmou Francisco Lopes.

Nesse sentido, os comunistas enviaram um requerimento aos ministérios do Ambiente e Economia, dos quais exigem uma "resposta urgente".

Lusa/Fim., retirado daqui

Vítor Silva receia que projectos turísticos não se façam

Zé LG, 28.07.07

“Segundo a lei, um projecto desses tem de ter 50% de camas turísticas e até 50% de imobiliários, ou se quiser segundas residências/casas de férias. Acontece que, por uma questão de financiamento, os promotores fazem primeiro a parte imobiliárias com a justificação que precisam de vender algumas casas para depois fazerem os hotéis e o golfe. A minha preocupação é que só se faça a parte imobiliária e depois não se faça a parte turística.”

 

Vítor Silva, presidente da Região de Turismo Planície Dourada, in Correio Alentejo (Contra Factos)

Morreu José António Estrompa

Zé LG, 28.07.07

Só agora, ao ler o “Informação Municipal”, tive conhecimento do falecimento, no passado dia 31 de Maio, de José António Estrompa, pai do antigo vereador da Câmara Municipal de Alvito, Orlando Estompa.

Embora com atraso, pelo motivo que referi, aqui deixo a notícia e a apresentação dos meus sentimentos à família, em particular ao Orlando Estrompa.

Não tenhamos ilusões!

Zé LG, 28.07.07

“A descentralização é um princípio que consideramos saudável e, tendo em conta o factor de proximidade, fará sentido transferir para as autarquias locais estas novas funções (nas ares do ambiente e ordenamento do território, da acção social, da educação e da saúde). *A partida, este alargamento da actuação dos municípios reforçará a autonomia do poder local e a coesão territorial, podendo revelar-se benéfica para os interesses das populações.

Mas não tenhamos dúvidas! Ou as transferências são acompanhadas dos respectivos meios e recursos ou estaremos perante mais uma opção que contribuirá para a rápida degradação financeira de grande parte dos pequenos municípios.”

 

Escreveu o presidente da Câmara Municipal de Alvito no editorial da “Informação Municipal” de Julho, que acaba de ser distribuída.

NISARTES – Feira Internacional de Artes Tradicionais de Nisa

Zé LG, 27.07.07

Substituindo a antiga Feira de Artesanato e Gastronomia, interrompida em 2006, a Câmara Municipal de Nisa abre este ano uma nova etapa na promoção das Artes Tradicionais do concelho, com a realização da “NISARTES’2007”, na Zona de Actividades Económicas de Nisa, a cerca de 1km da vila.


A “NISARTES’2007”  aposta no artesanato mais significativo de todas as regiões do país e em especial no artesanato e nos produtos tradicionais de Nisa, embora conte também com as presenças internacionais de: Senegal, Peru, Equador, Marrocos, Quénia, Espanha, Nepal, Rússia e Brasil. Terá ainda uma componente gastronómica, com 11 restaurantes do país e da região, petiscos, doces, vinhos, enchidos e o afamado queijo de Nisa, para além de um restaurante de rodízio brasileiro e uma “tasquinha” de caipirinhas.

Simplex inconstitucionalex?

Zé LG, 27.07.07

No entender do constitucionalista Joaquim Gomes Canotilho, medidas como a «Empresa na Hora» ou o «Casa Pronta» são verdadeiros atentados aos notários, de contornos inconstitucionais, que legitimam uma reacção forte da classe.

 

Segundo avança a edição desta Sexta-Feira do jornal Público, o constitucionalista defende que se está a assistir a uma «inversão da reforma», senão mesmo uma contra-reforma, que viola os princípios da confiança, da igualdade e da concorrência.

 

Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais: Está aberto o debate!

Zé LG, 26.07.07

Respondendo ao desafio aqui deixado por Assunto sério, a 25 de Julho de 2007 às 20:13,


”… por considerar este espaço um espaço de interesse e discussão, onde mesmo debaixo da capa do anonimato, podemos fomentar uma discussão séria, isenta e com respeito pelas pessoas e instituições, proponho-lhe, neste tempo quente de verão onde nem todos vamos de férias, o lançamento de um desafio: Coloque-nos aqui para discussão séria, sobre esta temática da prevenção e combate aos Incêndios Florestais uma análise séria e honesta do Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais, na sua FASE CHARLIE, instituída para o nosso Distrito conforme programa da ANPC (ver site)”,

 

está aberto o debate!

Ruas Floridas em Redondo

Zé LG, 26.07.07

De 28 de Julho a 5 de Agosto,

a vila de Redondo será abraçada

por uma invulgar conjugação de cor e luz,

em 34 das suas ruas,

resultado do empenho e da participação comunitária

da sua população em promover

a grandiosidade de mais uma edição

das Festas Populares daquela Vila.

Consulte aqui

o Programa das Festas

e o mapa das ruas floridas.

Festival Medieval em Elvas

Zé LG, 26.07.07

O Festival Medieval de Elvas realiza-se nos próximos Sábado e Domingo, na Parada do Castelo.

 

O programa do Festival, que pode ser visto aqui, integra desfile de figurantes pelo Centro Histórico, Feira Medieval, Torneio Medieval a cavalo, Mostra de Repasto Medieval, entre outras actividades.

Urgências de Ferreira do Alentejo transferidas para Beja

Zé LG, 26.07.07

O encerramento do SAP de Ferreira do Alentejo e das extensões do Centro de Saúde está a obrigar à transferência dos casos de urgência, que antes eram atendidos no SAP, para o Centro Hospitalar do Baixo Alentejo.

 

No Centro de Saúde de Ferreira funcionam apenas consultas de recurso, segundo Edgar Santos, coordenador do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), que vai questionar a ARS – Alentejo sobre o pagamento das deslocações dos utentes.

 

Afinal quem tinha razão? – O PCP e o SEP, que denunciaram que esta situação iria acontecer ou o PS que assegurou que tal não aconteceria?

Encerramento de serviços agrava a desertificação do interior e a qualidade de vida das pessoas

Zé LG, 26.07.07

Não vou demorar-me sobre a progressiva destruição do Serviço Nacional de Saúde, com, entre outras coisas, as taxas moderadoras sobre cirurgias e internamentos. Nem sobre o encerramento de serviços que agrava a desertificação do interior e a qualidade de vida das pessoas. Nem sobre a proposta de lei relativa ao regime do vínculo da Administração Pública, que reduz as funções do Estado à segurança, à autoridade e às relações internacionais, incluindo missões militares, secundarizando a dimensão administrativa dos direitos sociais. Nem sobre controversas alterações ao estatuto dos jornalistas em que têm sido especialmente contestadas a crescente desprotecção das fontes, com o que tal representa de risco para a liberdade de imprensa, assim como a intromissão indevida de personalidades e entidades na respectiva esfera deontológica. Nem sobre o cruzamento de dados relativos aos funcionários públicos, precedente grave que pode estender-se a outros sectores da sociedade. Nem ainda sobre a tendência privatizadora que, ao contrário do Tratado de Roma, onde se prevê a coexistência entre o público, o privado e o social, está a atingir todos os sectores estratégicos, incluindo a Rede Eléctrica Nacional, as Águas de Portugal e o próprio ensino superior, cujo novo regime jurídico, apesar das alterações introduzidas no Parlamento, suscita muitas dúvidas, nomeadamente no que respeita ao princípio da autonomia universitária.
 
 
Afirmações de Manuel Alegre, em artigo publicado no Público, que pode ler aqui.

Romaria de barcos no Rio Sado

Zé LG, 25.07.07

A Primeira Romaria e Procissão do Rio Sado vai reunir mais de 70 barcos engalanados, com o galeão do sal “Amendoeira” na frente, e percorrer o Rio Sado, em honra dos pescadores, na noite da próxima Sexta-Feira.

O percurso começa pelas 21h30 na Igreja de Santa Maria, junto ao Castelo, descendo até ao largo da Ribeira Velha, e seguindo depois no Rio Sado, por volta das 23h30, entre as duas pontes frente à cidade de Alcácer do Sal.

Pedro Coelho apresenta “Rosa Brava"em Montemor-o-Novo

Zé LG, 25.07.07

O jornalista Pedro Coelho apresenta o seu mais recente livro "Rosa Brava, pastora de sonhos e outras histórias", na próxima Sexta-Feira, pelas 21h30, na livraria Fonte das Letras, em Montemor-o-Novo, sua terra natal.

A apresentação do livro será feita por Cândida Pinto, colega e amiga de Pedro Coelho, há 15 anos, que é a autora do prefácio de “Rosa Brava”, João Luís Nabo e Rui Horta.Pedro Coelho é jornalista da SIC, desde 1992, onde se dedica a reportagens que já lhe valeram o Grande Prémio AMI e a medalha de Ouro de Direitos Humanos, entre outros. Antes passou pelo Correio da Manhã Rádio e Rádio Comercial, foi o primeiro director do jornal “Folha de Montemor”, tendo começado a carreira na Rádio Almansor, de Montemor-o-Novo, há 20 anos.

Ver vais aqui.

Lucros da EDAB aumentaram em 2006

Zé LG, 25.07.07

A EDAB está entre as Sociedades Anónimas, tuteladas pelo Ministério das Obras Publicas, onde os lucros aumentaram em 2006, anunciou o secretário de Estado das Obras Públicas, segundo a Agência Lusa.

 

Longe vão os tempos em que só haviam más notícias sobre a EDAB…

Parabéns ao seu Conselho de Administração!

"Contra o medo, liberdade"

Zé LG, 25.07.07

 Nasci e cresci num Portugal onde vigorava o medo. Contra eles lutei a vida inteira. Não posso ficar calado perante alguns casos ultimamente vindos a público. Casos pontuais, dir-se-á. 

 Mas que têm em comum a delação e a confusão entre lealdade e subserviência. Caso pontuais que, entretanto, começam a repetir-se. Não por acaso ou coincidência. Mas porque há um clima propício a comportamentos com raízes profundas na nossa história, desde os esbirros do Santo Ofício até aos bufos da PIDE. Casos pontuais em si mesmos inquietantes. E em que é tão condenável a denúncia como a conivência perante ela. 

Não vivemos em ditadura, nem sequer é legítimo falar de deriva autoritária. As instituições democráticas funcionam. Então porquê a sensação de que nem sempre convém dizer o que se pensa? Porquê o medo? De quem e de quê? Talvez os fantasmas estejam na própria sociedade e sejam fruto da inexistência de uma cultura de liberdade individual.

Quem se cala perante a delação e o abuso está a inculcar o medo. Está a mutilar a sua liberdade e a ameaçar a liberdade dos outros. Ora isso é o que nunca pode acontecer em democracia.  

 

… eu disse que havia medo. Medo de falar e de tomar livremente posição. Um medo resultante da dependência e de uma forma de vida partidária reduzida a seguir os vencedores (nacionais ou locais) para assim conquistar ou não perder posições (ou empregos). Medo de pensar pela própria cabeça, medo de discordar, medo de não ser completamente alinhado.  

Não se pode esquecer também a responsabilidade de um poder mediático que orienta a agenda política para o culto dos líderes, o estereótipo e o espectáculo, em detrimento do debate de ideias, da promoção do espírito crítico e da pedagogia democrática. Tenho por vezes a impressão de que certos políticos e certos jornalistas vivem num país virtual, sem povo, sem história nem memória. 

 

Porque é em situações destas que aparecem os que tendem a ser mais papistas que o Papa. E sobretudo os que se calam, os que de repente desatam a espiar-se uns aos outros e os que por temor, veneração e respeitinho fomentam o seguidismo e o medo. 

 

Há mais vida para além das lógicas de aparelho. Se os principais partidos não vão ao encontro da vida, pode muito bem acontecer que a recomposição do sistema se faça pelo voto dos cidadãos. Tanto no sentido positivo como negativo, se tal ocorrer em torno de uma qualquer deriva populista. Há sempre esse risco. Os principais inimigos dos partidos políticos são aqueles que, dentro deles, promovem o seu fechamento e impedem a mudança e a abertura.

 

Afirmações de Manuel Alegre, em artigo publicado no Público, que pode ler aqui.

 

 

Barragem do Roxo vai receber obras

Zé LG, 25.07.07

A Barragem do Roxo vai ser esvaziada no Verão de 2008 para receber obras de requalificação no talude esquerdo, no valor de 250 mil euros, para poder receber a água vinda de Alqueva, o que está previsto para 2009.

Pág. 1/5