Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

De que têm medo?

Continuam por nomear os membros para o Conselho de Administração e Conselho Consultivo do Centro Hospitalar do Baixo Alentejo, apesar da lei já ter sido aprovada há mais de um ano e do requerimento ao Ministério da Saúde, a fim de obter esclarecimentos sobre esta matéria, apresentado, em Outubro passado, por José Soeiro, deputado do PCP, na Assembleia da República.

 

Rui Sousa Santos, presidente do Conselho de Administração, afirmou, à Voz da Planície, que a nomeação de um administrador não executivo, indicado pela Câmara de Beja “ só deveria ser nomeado quando o fosse o novo Conselho de Administração” e que “a nomeação de novos membros (do Conselho Consultivo) é da responsabilidade do respectivo presidente”, no caso, o Dr. Horácio Flores.

É caso para perguntar: Porque temem a participação de representantes da autarquia e da população na gestão do Centro Hospitalar?

Novo regime jurídico das associações de municípios em discussão

O governo entregou à ANMP dois projectos de lei, um sobre o regime jurídico das associações de municípios e outro relacionado com as áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, que espera ver concluídos até final da sessão legislativa, em Julho. 

A proposta prevê a extinção de seis (Aveiro, Algarve, Coimbra, Leiria, Minho e Viseu) das oito áreas metropolitanas, criadas em 2004, restando apenas as de Lisboa e Porto, e a adaptação das associações de municípios, que deverão passar a designar-se “associações de municípios de fins gerais”, às áreas de NUT III, correspondentes às 28 sub-regiões das cinco ccdr’s: Lisboa e Vale do Tejo, Norte, Centro, Alentejo e Algarve.

O financiamento será assegurado, de acordo com a proposta, através das transferências do OE, das contribuições dos municípios, transferências das Câmaras, no caso de competências delegadas por estas, e de fundos comunitários ou de parcerias.

Herdade do Pinheiro ganha mais dois prémios internacionais

O vinho Herdade do Pinheiro Tinto Reserva ganhou a Medalha de Ouro no Challenge International du Vin 2007, em França, e o Herdade do Pinheiro Tinto 2004 ganhou a Medalha de Prata no Wine Masters Challenge 2007, em Portugal.


Ana Bicó, responsável pela Herdade do Pinheiro, afirmou à Rádio Pax que “estes galardões têm um enorme significado apesar de já ter recebido 30 medalhas, 16 das quais em concursos internacionais” e que “o facto de terem vinhos galardoados nunca contribuiu para que alterassem os preços”.

Central de Sines é das mais poluentes da Europa

A central termoeléctrica de Sines, da EDP, foi no ano passado a 13ª mais poluente da Europa, subindo dois lugares no ranking das 30 centrais europeias mais poluidoras, segundo o ranking da World Wildelife Fund (WWF) hoje divulgado, que contabiliza as emissões do dióxido de carbono, o gás que mais contribui para o efeito de estufa.

Na anterior classificação da WWF, relativa a 2005, Portugal aparecia em 15º lugar, com a central de Sines a produzir 1.050 gramas de dióxido de carbono por quilowatt/hora produzida. Este valor mantém-se no actual relatório, mas a central de Sines teve um pior desempenho, por ter subido dois lugares. Em emissões absolutas, a central portuguesa produziu 8,7 milhões de toneladas de CO2 (dióxido de carbono) em 2006, um dos valores mais baixos da tabela.

A WWF baseou-se em dados de 2006 do registo Europeu de Emissões Poluentes e analisou as emissões absolutas de dióxido de carbono das centrais eléctricas dos países da União Europeia em milhões de toneladas de CO2 por ano. Posteriormente, classificou as 30 centrais que mais emitem de acordo com o nível de eficiência, medido em gramas de CO2 por quilowatt/hora.

Diário Digital /Lusa

"Nada se perde, tudo se transforma”

A vermicompostagem é uma técnica ecológica inovadora em Portugal, que trata o lixo doméstico, aproveitando a fome das minhocas.

 

"As minhocas comem todo o lixo, incluindo papel ou restos de comida, e ainda limpam os bocados de vidro e plástico que são depois enviados para a reciclagem. Uma das vantagens deste tipo de tratamento é que tudo é aproveitado", explicou, à agência Lusa, um dos sócios da Lavoisier, João Completo.

"O sistema é totalmente ecológico, não resultando qualquer tipo de poluição do ar ou da água, pelo que a Quercus tem apoiado este projecto desde o seu início", adiantou um dos responsáveis, Rui Berkemeier.

A Lavoisier começou em finais do ano passado com um centro de experimentação de vermicompostagem em Palmela, onde milhares de minhocas vermelhas da Califórnia comem resíduos sólidos urbanos, misturados com lamas das estações de tratamentos de esgotos (ETAR) ou esterco de animais, transformando-os em fertilizante para a agricultura.

 

A primeira unidade de vermicompostagem em Portugal, com dimensões industriais e a tratar todos aqueles resíduos, vai ser instalada, no Parque Ambiental da AMALGA (www.amalga.pt/), perto de Beja e deverá começar a funcionar no início do Outono para produzir bionutriente a partir do tratamento de resíduos orgânicos através de minhocas.

Exponáutica discute turismo

A  Exponáutica – 6ª Mostra de Equipamentos Náuticos de Recreio e Lazer realiza-se, de 11 a 13, no Pavilhão Multiusos de Reguengos de Monsaraz, a par da Feira de Maio, com  expositores de embarcações à vela, de pesca e recreio, caiaques, catamarans, artigos de caça e pesca, piscinas e motos 4, paramotores e parapentes, caravanas e auto-caravanas, hovercrafts e ainda um hidroavião.

 

 

No dia da abertura realiza-se o Encontro Transfronteiriço de Turismo em Espaço Rural/Cultural e Desenvolvimento Sustentável. Inclui ainda a apresentação pública dos dois empreendimentos turísticos previstos para o Concelho - o Parque Alqueva e a Herdade do Barrocal.

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds