Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

A nossa Grande Feira

A Ovibeja começou e desenvolveu-se com base na carolice, no amadorismo (amor por Beja, pelo Alentejo e pelo mundo rural) e no espírito de colaboração e na cooperação de diversas pessoas, empresas e instituições.

 

Pode-se dizer que, desde o princípio, todos percebemos o potencial que ela continha e do seu interesse para Beja e para a região e que, por isso, todos a apoiámos.

 

Quando se tornou na grande feira que é passou, naturalmente, a ser mais profissional na sua organização. E passou também a ser objecto de invejas, de disputas. A apropriação que era feita no bom sentido – é nossa, temos de a apoiar –, passou a ser vista em sentido negativo – não é minha não tenho de a apoiar.

 

E foi assim que foi deixando de contar com apoios que sempre teve até ter de se realizar, exclusivamente, sustentada nas receitas da venda de espaço aos expositores e de entradas aos visitantes, dois ou três patrocínios alguns pequenos apoios pontuais.

 

Hoje, assistimos, nalguns casos, a uma quase, parasitação da Grande Feira do Alentejo, com muita gente a exigir borlas, a algumas entidades a promoverem acontecimentos concorrenciais, a alguns prestadores de serviços a elevarem os preços em demasia…

 

Talvez vá sendo tempo da região e de todos nós reflectirmos sobre o que se está a passar e corrigirmos atitudes e comportamentos, de forma a que a Ovibeja continue a ser a nossa Grande Feira, que nos prestigia e nos alimenta, anualmente, a auto-estima.

Fiape e XXV Feira de Artesanato em Estremoz

A Câmara Municipal de Estremoz leva a efeito a Fiape 2007 e a XXV Feira de Artesanato, no Parque de Feiras e Exposições, entre 25 de Abril e 1 de Maio. Este ano a Feira de Artesanato está de parabéns uma vez que comemora as suas Bodas de Prata, com novidades e surpresas para expositores e visitantes.

"Guadiana" vai navegar em Alqueva

A Gescruzeiros, Sociedade para o Aproveitamento da Actividade Marítimo -Turística de Alqueva, lançou ontem à água uma embarcação com capacidade para 120 pessoas, que vai colocar a operar na Albufeira, no início de Maio.

 

O "Guadiana", como foi baptizada a embarcação fabricada em França, é o maior a barco a navegar em Alqueva e permite fazer, em plena albufeira, reuniões, casamentos, baptizados e outras festas.

Ovibeja com destaque em Guia Internacional

O Routard, um dos maiores guias internacionais de viagens, destaca na sua versão "on-line" a Ovibeja como "a grande feira da Primavera" em Portugal e apresenta o certame como uma das sugestões para quem visita a Península Ibérica.

 

Na página http://www.routard.com pode ler-se que "no parque das feiras e de exposições no sudeste da cidade realiza-se um grande encontro para os profissionais e para o público".

II Encontro de Blogues

realizou-se em Alvito, no passado Sábado.

Por razões várias e apesar de de integrar a organização, não consegui estar presente, o que lamento.

A fotografia da "mad", retirada do "Praça da República", mostra a Mesa que presidiu aos trabalhos do Encontro, a que se seguiu um almoço e uma tarde turística-cultural.

Comentários recentes

  • Anónimo

    1-Não mais há propriedade individual, a terra não ...

  • Anónimo

    Gosto.Categoria de mensagem. Teria a mesma mensag...

  • Anónimo

    Que outros agentes desportivos ... e já agora polí...

  • Munhoz Frade

    Exemplar.

  • Anónimo

    O problema, é que por mais considerações ideológic...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds