Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

SIM porque:

Ø       O aborto foi “liberalizado” da pior forma possível: pelo laxismo, pela mentira, pela hipocrisia e pelo negócio.  

Ø      Não se pretende fazer uma liberalização do aborto e que esta intervenção passe a ser feita a pedido mas apenas o alargamento das situações em que é possível a mulher abortar até às 10 semanas.

Ø     Quem é pelo sim não tem que ter complexos, nem se deve deixar inibir ou condicionar. É preciso assegurar firmeza de convicções e de argumentos e, ao mesmo tempo, moderação, tolerância, respeito pela opinião contrária.

Ø     Ao contrário do que aconteceu no primeiro referendo sobre o aborto, em 1998, não pode haver comodismo, nem tão pouco ambiguidades, é preciso combater a abstenção e votar. 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Concordo em absoluto que o caminho não é por aí.

  • Anónimo

    O eterno problema das mentes pequeninas e poucochi...

  • Anónimo

    Queria dizer pelotão,mas saiu asneira,que não vi.

  • Anónimo

    Tem tudo para ganhar.

  • Anónimo

    A Margalha não entra na lista para favor número co...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds