Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Jazz em Portugal 1920 – 1956” esta noite na Cafetaria do Pax Júlia

O livro “Jazz em Portugal 1920-1956”, de Hélder Martins, é apresentado, hoje, às 22.00 horas, na Cafetaria do Pax Julia, em Beja. O evento conta com a presença de José Duarte, o conhecido divulgador da música Jazz.

  

José Filipe Murteira, responsável pela programação do Pax Júlia, explicou à Voz da Planície que "a Cafetaria é um espaço polivalente onde decorrem, ao longo deste ano, iniciativas ligadas às artes de espectáculo e cinema" e acrescentou que "a apresentação do livro sobre Jazz é apenas um exemplo da variedade prevista".

 

Exposições de fotografia, apresentações de grupos musicais e CD’S fazem parte igualmente das alternativas previstas para a Cafetaria do Pax Julia – Teatro Municipal, em 2007.

Plataforma logística pode ser criada junto do Aeroporto de Beja

 

A Associação da Indústria e do Comércio dos Chineses em Portugal (AICCP) pretende criar, junto ao futuro Aeroporto de Beja, uma plataforma logística para abastecimento e distribuição de produtos chineses destinados ao mercado europeu, prevendo o respectivo projecto a construção de "um parque empresarial dotado de todas as condições necessárias para se transformar numa plataforma logística, que servirá o aeroporto de Beja e o porto de Sines", segundo disse o presidente do município de Beja à agência Lusa.

 

 
A ideia, segundo Francisco Santos, consiste em "aproveitar as potencialidades" daqueles empreendimentos alentejanos como "importantes portas de entrada e suportes de distribuição de mercadorias e produtos chineses destinados ao mercado europeu".

 

O parque, com uma extensão superior a 100 hectares, "deverá estar operacional em 2008", altura em que se prevê a entrada em funcionamento do Aeroporto. Além de criar a plataforma logística, a AICCP pretende também "instalar, no parque, fábricas para montagem e acabamento de produtos de empresas oriundas da China e que se destinam à comercialização no mercado europeu".

 

A Câmara Municipal de Beja vai assinar um protocolo de colaboração com a AICCP, o NERBE-AEBAAL e a EDAB para promover o Aeroporto de Beja e atrair investimentos. O acordo, segundo o autarca, constitui uma "mais valia" para o desenvolvimento económico da região, ao "apostar" na promoção do Aeroporto e na atracção de investimento externo através da instalação, no parque empresarial, de empresas oriundas da China e do Extremo Oriente.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

  • Anónimo

    O Imperador está suficientemente saudável para c...

  • Anónimo

    As odalascas vêm com o calor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds