Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Pela boca “morre” o Pinho

O ministro da Economia, desafiou as empresas chinesas a investirem em Portugal porque aqui os salários são dos mais baixos da União Europeia, o que torna o nosso país competitivo. O porta-voz do PS justificou a declaração do ministro, dizendo que se trata de um facto.

O ministro acusou os sindicatos de serem “forças de atraso”, perante as críticas que eles lhes fizeram por ter apresentado os baixos salários como um factor competitivo.

 

Para além de ter confirmado no estrangeiro o que o governo tenta desmentir no país, esta declaração do ministro da Economia demonstra que o governo insiste no modelo de desenvolvimento terceiro-mundista de ter como factores competitivos da nossa economia os baixos salários, o emprego sem direitos, a fraca qualificação profissional, etc.

É a isto que Manuel Pinho chama “forças do progresso” e com elas pensa construir o futuro do país… 

Cante alentejano nas escolas do 1º ciclo de Almodôvar

O cante alentejano e a viola campaniça, duas das muitas heranças do património cultural alentejano, são a vertente principal de um projecto, que abrange cerca de 115 alunos de várias escolas do 1º ciclo de Almodôvar, e teve início nos primeiros dias de Janeiro e vai prolongar-se até final do ano lectivo.

Este projecto, a decorrer no âmbito do Programa de Actividades de Enriquecimento Curricular do 1º Ciclo do Ensino Básico, está a ser desenvolvido pelo animador Pedro Mestre, que tem trabalhado em prol da revitalização da viola campaniça e do próprio cante alentejano, e tem como objectivo sensibilizar os alunos para o património cultural alentejano.

“Jogos Florais” de Castro Verde dedicados aos 30 anos de Poder Local Democrático

A Câmara Municipal de Castro Verde dedicou o concurso "Jogos florais" deste ano aos 30 anos de Poder Local Democrático. Esta iniciativa tem como objectivo principal estimular a criatividade, o gosto pelas artes e, ao mesmo tempo, desenvolver o sentido crítico de todos os cidadãos.

 

Os trabalhos deverão ser entregues até dia 30 de Março. Os prémios para as diferentes modalidades a concurso (poesia, prosa, fotografia, pintura e desenho) serão entregues numa cerimónia a realizar durante a Quinzena Cultural do Campo Branco.

Para mais informações consultar o Regulamento de Jogos Florais.doc

Comentários recentes

  • Anónimo

    Tens toda a razão. Já cá faltava a patetice da com...

  • Anónimo

    Vote no PAN.

  • Anónimo

    Já cá faltava a patetice da habitual comparação co...

  • Anónimo

    alguém pode dizer onde é este lugar?

  • Anónimo

    Concordo a 1000% com M. Frade.Pode-se, rádios, jor...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds