Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Campanha para o referendo sobre a IVG começou hoje

Começa hoje, oficialmente, a campanha para o referendo sobre a Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG), marcado para 11 de Fevereiro.

Espero que a campanha seja uma oportunidade para um debate sério, informativo e esclarecedor para todos os que vão participar na decisão de uma matéria tão sensível como esta e que os exageros e tentativas de condicionar o voto pelo medo (como as ameaças de excomunhão para os crentes que votem sim) registadas no período que antecedeu a campanha não se repitam nesta. 

Espero que seja posto fim ao flagelo social que é o aborto clandestino e que não haja mais mulheres julgadas, condenadas e presas por se terem visto na necessidade de fazerem um aborto. Já basta o seu sofrimento e a sua angústia por se sentirem obrigadas a tomar uma decisão tão dramática.

A CCDR Alentejo é inoperacional

Com o inconformismo e a frontalidade que o caracterizam, Jorge Pulido Valente, acusou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA)  de ser inoperacional, no programa Contra Factos da Rádio Pax.

O presidente da Câmara Municipal de Mértola afirmou, ainda, que essa inoperacionalidade se deve a vários anos de mau funcionamento e de falta de liderança e que a actual direcção não alterou o funcionamento pelo que a CCDRA não tem peso nem força, nem em Lisboa nem em Bruxelas, ao contrário de outras CCDR’s.

Médicos pela Escolha processam judicialmente Alentejo pelo Não

O Movimento Médicos pela Escolha (MMPE) vai processar o movimento Alentejo pelo Não (MAPN), bem como os seus mandatários, na sequência de uma nota de imprensa em que o MAPN acusa o médico Bruno Maia, do MMPE, de ter dito, num debate em Ponte de Sôr, que "caso o sim ganhe, a solução para dar resposta à situação de filas de espera nos hospitais seria proceder não ao aborto cirúrgico de sucção do feto mas a um procedimento médico que levaria à prescrição do Citotec e/ou Ru486 para que as próprias mulheres os colocassem, não implicando internamento e que só caso fosse necessário uma raspagem, então recorreriam ao hospital".


Perante a situação, que considera "caluniosa", Sérgio Vitorino, do movimento MMPE, disse à Rádio Portalegre que "Vamos processar esses senhores. Neste momento os nossos advogados já estão em campo. É uma acusação que prejudica a credibilidade do médico Bruno Maia". Este garantiu que "Em primeiro lugar são falsas essas palavras, nunca disse isso" e que "Durante o debate expliquei os procedimentos do aborto médico, mas nunca nesse contexto que o MAPN refere nessa nota de imprensa".

AMBAAL unânime da aprovação do Plano

A Assembleia Intermunicipal da Associação de Municípios do Baixo Alentejo e Alentejo Litoral (AMBAAL) reuniu, ontem, em Alvito, tendo aprovado, por unanimidade, as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2007.

Quanto à rotatividade do Conselho Directivo da Associação e ao cargo de Director do “Diário do Alentejo”, João Paulo Trindade, presidente da Câmara Municipal de Alvito e da Mesa da Assembleia Intermunicipal garantiu que os órgãos da AMBAAL se “vão manter inalteráveis” e que na próxima reunião do Conselho Directivo “vai surgir uma proposta concreta para o cargo de director do jornal”.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Ah, estamos bem... temos taxas de água, esgoto e l...

  • Zé LG

    Se não disser do que se trata ficamos na mesma, se...

  • Anónimo

    Estranho, sim...

  • Anónimo

    Sem dúvida.Um autentico murro no estomago no todo ...

  • Anónimo

    Concorso, embora há um senão, que não foi esclarec...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds