Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Um olhar sobre o significado político, social e humano do aborto clandestino

«Sim! Despenalizar o aborto. Proteger a maternidade e paternidade. Garantir o planeamento familiar e a educação sexual» é o título do livro que acompanha, esta semana, a edição do Avante!, cujo  lançamento se realizou, ontem, com a participação de Jerónimo de Sousa e de Allen Gomes, psiquiatra.

 

A publicação destaca a actualidade de se proceder a um olhar sobre o significado político, social e humano da continuada sujeição de sucessivas gerações de mulheres ao aborto clandestino; as consequências da privatização em curso na área da saúde e os retrocessos na saúde sexual e reprodutiva das mulheres; a acessibilidade à contracepção, pílula do dia seguinte e à pílula abortiva; os direitos sexuais e reprodutivos dos jovens; o atraso na implementação da educação sexual nas escolas e outras questões da actualidade.

Inclui as intervenções proferidas no acto de lançamento da Campanha do PCP pelo «Sim à despenalização – Fim ao aborto clandestino e dos julgamentos», a referência a alguns registos da longa caminhada e a acção que os comunistas desenvolveram neste âmbito para que a luta pela despenalização do aborto em Portugal tenha êxito, designadamente a «Tese sobre o Aborto», de Álvaro Cunhal, elaborada em 1940.

 

Retirado do Avante!

José Sócrates visita Beja de surpresa

O primeiro-ministro, acompanhado de outros membros do governo, está hoje e amanhã no distrito de Beja

 

Esta noite tem um jantar com autarcas da região, na Pousada de S. Francisco, em Beja.

Amanhã, visita a Barragem do Pisão, em Beringel, em construção, e Mértola e reúne com empresários na Estalagem da Mina de São Domingos.

 

Os convites para os encontros chegaram aos interessados apenas na 5ª Feira. Será que o primeiro-ministro pretende “apanhar” os convidados desprevenidos ou quer evitar encontros indesejados? O que levou o governo – diversos governantes, incluindo o primeiro-ministro -, a correrem para o Alentejo nestes últimos dias?

Complemento:

O primeiro-ministro também inaugura a Montaraz - Unidade Industrial Agro Alimentar em Garvão, Ourique, assiste, em Serpa, à apresentação do PARES - Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais, coloca a 1ª pedra do projecto do Aeroporto de Beja e reúne, no Governo Civil, com os parceiros sociais.

Para além do primeiro-ministro estarão 8 ministros no distrito de Beja: de Estado e da Administração Interna, da Defesa Nacional, do Ambiente Ordenamento do Território e Desenvolvimento Regional, do Desenvolvimento Rural e Pescas, das Obras Públicas Transportes e Comunicações, da Educação, da Cultura e do Trabalho e Solidariedade Social.

 

 

Comentários recentes

  • Anónimo

    Concordo em absoluto que o caminho não é por aí.

  • Anónimo

    O eterno problema das mentes pequeninas e poucochi...

  • Anónimo

    Queria dizer pelotão,mas saiu asneira,que não vi.

  • Anónimo

    Tem tudo para ganhar.

  • Anónimo

    A Margalha não entra na lista para favor número co...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds