Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Museu da Ruralidade em Entradas

Zé LG Zé LG, 29.12.06

A Câmara Municipal de Castro Verde vai criar o Museu da Ruralidade em Entradas. O projecto, inserido no programa de reabilitação urbana daquela vila, avaliado em cerca de 500 mil euros, deverá ficar concluído em 2009.
Com o objectivo de dar a “conhecer, dignificar e valorizar” a memória socio-económica do concelho de Castro Verde, o futuro Museu da Ruralidade será instalado na chamada Casa da Leda – que custou 90 mil euros aos cofres da autarquia – e irá integrar a rede museológica do Município, onde se contam também, entre outros, a Oficina do Abegão, o Museu das Lucernas e o Tesouro da Basílica Real.

“Este novo núcleo em Entradas tem por fim preservar parte da memória da ruralidade do Campo Branco. Por outro lado, não há só alfaias associadas a uma memória desses tempos de agricultura, em que a presença humana era bem mais forte que agora e as ferramentas eram mais artesanais. Há também uma cultura associada e o Museu da Ruralidade pretende também ser um sítio importante no que diz respeito à tradição oral”, explicou ao “Correio Alentejo” o presidente da Câmara de Castro Verde, Fernando Caeiros.