Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Luísa Mesquita recusa ser substituída na AR

No âmbito da sua intervenção na Assembleia da República, o PCP decidiu «encarar com naturalidade a renovação do seu Grupo Parlamentar», colocando neste contexto «a substituição dos Deputados Odete Santos, Abílio Fernandes e Luísa Mesquita».

Em nota de imprensa, o Grupo Parlamentar do PCP informou da recusa da Deputada Luísa Mesquita na aceitação da sua substituição e considera que, com esta atitude, «que constitui uma violação dos princípios e compromissos que presidem ao funcionamento do Partido Comunista Português e do seu Grupo Parlamentar para a qual não encontramos qualquer justificação a Deputada Luísa Mesquita quebra uma parte fundamental dos vínculos de confiança política que devem vigorar dentro de um mesmo grupo parlamentar, levando a que se torne incontornável uma reconsideração das elevadas responsabilidades políticas e parlamentares que tem até aqui exercido».

 

A TSF conseguiu falar com a deputada Luísa Mesquita que explicou não ter acatado a decisão da direcção, por não ter compreendido os motivos.
«Estou no exercício de um mandato para que fui eleita em 2005 com uma expectativa de mandato que terminaria em 2009», alegou. «A proposta de renúncia não tem como sustentação nem falta de confiança política no meu trabalho nem uma avaliação negativa, antes pelo contrário, e portanto não entendo», acrescentou.
A deputada afirmou também que para ser substituída seria necessário «haver um mínimo de sustentação», porque não «se considera uma peça movível, retirada sem nenhuma razão de um momento para o outro».

Comentários recentes

  • Vitor Paixão

    "...A gestão corrente não é contexto para irem mai...

  • Vitor Paixão

    Ó senhora anónima, até parece mentira uma observaç...

  • Anónimo

    O candidato vai ser o vencedor da 7 maravilhas! 😀

  • Vitor Paixão

    Tal e qual!

  • Anónimo

    Beja centro do quê? Nem do distrito quanto mais do...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds