Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Cáudio Torres

O arqueólogo e presidente do Campo Arqueológico de Mértola, Cáudio Torres, foi nomeado para o conselho consultivo do Instituto Português do Património Arqueológico (IPPAR).

A notícia foi publicada na revista Visão.

Processo arquivado

O processo que me foi instaurado há meses (ver alvitre de 16.02.06) por ter autorizado, quando fui presidente da Câmara Municipal de Alvito, o pagamento de trabalho extraordinário para além dos limites fixados na lei, foi arquivado pelo Ministério Público.

No processo pode-se ler que "a factualidade suficientemente indiciada não permite imputar qualquer crime aos arguidos" e "no caso dos autos, não existem quaisquer meios de prova objectivos que relacionados de uma forma lógica permitam a imputação dos crimes e desse modo antever a condenação en sede de julgamento".

Conferência “Alentejo: desigualdades, pobreza, solidariedade” vai decorrer em Beja

A conferência “Alentejo: desigualdade, pobreza, solidariedade” realiza-se em Beja, a 17 de Novembro, por iniciativa da Revista Alentejo e da Casa do Alentejo em Lisboa, na sequência da conferência “Alterações climáticas e gestão dos recursos hídricos no Alentejo”, realizada em Évora, em Fevereiro.

Três grandes temas vão estar em discussão: economia inovadora, políticas sociais e fiscais e ainda políticas demográficas, de ordenamento e administração do território.

António Murteira, da Revista Alentejo afirmou, à Voz da Planície, que esta “conferência” pretende ser um espaço de reflexão “serena” sobre o futuro do Alentejo, onde as assimetrias territoriais e as desigualdades sociais tendem a manter-se e nalguns casos a agravar-se, pelo que esta reflexão é fundamental.

Comentários recentes

  • Zé LG

    Se não disser do que se trata ficamos na mesma, se...

  • Anónimo

    Estranho, sim...

  • Anónimo

    Sem dúvida.Um autentico murro no estomago no todo ...

  • Anónimo

    Concorso, embora há um senão, que não foi esclarec...

  • Anónimo

    O Ministério da Agricultura foi decapitado e desme...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds