Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Para quando uma efectiva descentralização?

As pessoas, designadamente as que têm mais dificuldade em lidar com a burocracia, julgam que podem tratar de todos os assuntos nas autarquias – nas câmaras municipais e, principalmente, nas juntas de freguesias.

É o princípio da subsidiariedade, ou seja, os assuntos devem ser tratados, sempre que possível, pelos órgãos de poder que estão mais próximos das populações, para que a vida destas seja mais facilitada.

Qualquer processo de descentralização deve obedecer a esse princípio e corresponder às expectativas das pessoas.

Mas descentralizar não é atirar responsabilidades para outros órgãos de poder político-administrativo. É transferir competências, acompanhadas dos necessários meios para garantir uma maior eficácia e eficiência nos serviços prestados às populações. Para tal,  torna-se necessário que o processo de descentralização seja negociado e nunca imposto, sob pena de não alcançar os seus objectivos.

Para quando uma efectiva descentralização político-administrativa, com ou sem regionalização?

Luz ao fim do túnel…

A EDAB abriu, esta manhã, as propostas do concurso referente ao Projecto de Execução de Edifícios do futuro Aeroporto de Beja. Finalmente começa-se a ver luz ao fim do túnel…

Mil doentes aguardam unidade de radioterapia

Mais de mil doentes oncológicos identificados no Alentejo continuam a aguardar a instalação de uma unidade de radioterapia.

Abílio Fernandes e José Soeiro, deputados comunistas eleitos por Évora e Beja, querem saber porque razão a unidade ainda não foi instalada no Hospital do Espírito Santo em Évora e quando prevê o Governo a sua criação, considerando que é urgente acabar com os transtornos causados aos doentes oncológicos que são obrigados a fazer tratamento fora da região.

Banda larga cobre todo o país

O Primeiro-ministro presidiu, esta manhã em Canhestros, à assinatura de um Protocolo entre PT e a Junta de Freguesia, para oferta de 5 computadores e acesso de banda larga, e anunciou que esta já cobre a totalidade do território nacional.  

Além de Primeiro-ministro, estiveram presentes, o Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, o Secretário de Estado das Obras Públicas e os Presidentes da Anacom, Junta de Freguesia de Canhestros, Câmara de Ferreira do Alentejo e da Portugal Telecom.

 

Moura discute áreas estratégicas de desenvolvimento

A Câmara Municipal de Moura vai, a partir de hoje, fazer a apresentação do Plano de Acção, elaborado no âmbito da Agenda 21 Local, promovendo sessões nas seis freguesias rurais e uma sessão destinada às freguesias urbanas. A Agenda 21 Local apresenta-se como um processo participativo, tanto de quem elaborou o Plano de Acção como das populações.

O Plano baseia-se em quatro áreas estratégicas de desenvolvimento para o Concelho: Energia, Turismo, Ambiente e Agro-Florestal, tendo sido elaborado o Diagnóstico para a Sustentabilidade, em fase de apreciação, para posterior análise dos pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças que caracterizam o concelho de Moura.

Fonte: RVP

“Rotas Sem Barreiras”

A apresentação pública do Projecto “Rotas Sem Barreiras”, realiza-se hoje pela 14 e 30 minutos no Museu do Sitio, em Beja, com a presença da Associação Terras Dentro da Esdime, da Aderco e do Cedeco, promotores do Projecto financiado no âmbito do Programa Leader +, para além de outros parceiros, como é o caso da Câmara Municipal de Beja.

 “Este projecto tem como principal objectivo a criação de uma rota turística no Alentejo e Extremadura de Espanha, que contemple as necessidades de turistas com mobilidade reduzida”, “que teve por base um estudo da necessidade e oportunidades para as pessoas com mobilidade reduzida”, revelou Manuela Fialho, da Associação Terras Dentro.

Nos quartos de final

Portugal venceu a Holanda por 1-0 e passou aos quartos de final do Campeonato do Mundo de Futebol, com o golo marcado por Maniche.

Foi um jogo muito nervoso, com o árbitro a ter dificuldade em manter coerência na sua actuação. Quatro jogadores, dois de cada selecção, foram expulsos, na sequência de cartões amarelos.

Portugal ficou com três jogadores indisponíveis para o jogo com a Inglaterra - Cristiano (lesionado no princípio do jogo) e Costinha e Deco (por cartões vermelhos). 

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds