Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

"lebre" PIN virou «gato»

Zé LG Zé LG, 10.05.06

«Os incentivos concedidos pelo Estado português a um projecto de investimento têm de ser medidos e também tem de ser considerado o seu impacto ambiental», afirmou hoje o primeiro-ministro.

Mas então, se esses aspectos não estavam ainda assegurados porque veio a Sines, há meses, acompanhado de outros governantes e do empresário Patrick Monteiro de Barros, anunciar, com pompa e circunstância, a construção de uma nova refinaria.

Não seria preferível assegurar, primeiro, as condições necessárias à concretização dos projectos e só depois anunciá-los? Assim já não teria de afirmar que «Ao Governo português ninguém vende gato por lebre», como fez hoje.

Quem nos garante que outros grandes projectos (os famosos PIN – Planos de Interesse Nacional) anunciados nos últimos tempos não pequem dos mesmos males? Quem nos garante que sejam, de facto, lebres?  

Ponte do Chança vai ser construida

Zé LG Zé LG, 10.05.06

A Junta da Andaluzia lança o concurso para a construção da ponte internacional sobre a ribeira do Chança que ligará as localidades do Pomarão , no concelho de Mértola e El Granado, na província de Huelva.

O projecto é financiado pelo Interreg III – A, estando orçado 2 milhões de euros. Depois de adjudicada a obra, a empresa vencedora do concurso terá 8 meses para concluir os trabalhos.

Notícia da Rádio Pax

Parem com a mutilação!

Zé LG Zé LG, 10.05.06

Todos os anos assistimos a este tipo de corte de árvores nas nossas terras.

Chamam-lhe desbaste. Se tal fosse apenas seriam cortados os troncos e as pernadas secas ou podres .

Infelizmente o que fazem é mutilá-las, decepá-las, deixando-as no estado que a fotografia mostra.

Mesmo que voltem a formar copa tal não acontece no ano em que são decepadas, ficando impedidas de cumprir a missão para que foram plantadas, isto é, dar sombra. E esta faz tanta falta...