Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Companhias Low Cost só deverão operar em Beja”

As companhias de Low Cost só deverão operar em Beja, defende o Ministério das Obras Publicas. A noticia publicada na edição de sexta-feira do Jornal de Negócios, dá conta de que o Ministério da Economia, através do Secretário de Estado de Turismo, rejeitou a ideia de usar as bases militares em redor da capital para operacionalizar um novo aeroporto em Lisboa para as companhias «low cost». Apesar desta recusa, o Ministério das Obras Públicas considera que o projecto é válido, não para Lisboa, mas sim para Beja, recuperando uma decisão sustentada pelos sucessivos governos desde António Guterres.
Entretanto, o empresário Belmiro de Azevedo já veio a público defender a viabilidade de construção do Aeroporto em Beja. Em entrevista à Rádio Renascença, Belmiro de Azevedo diz discordar «totalmente» da construção de um novo aeroporto na Ota e da implementação da linha ferroviária de alta velocidade-TGV. O responsável pelo grupo Sonae apresenta sugestões de investimentos que, na sua óptica, seriam muito mais úteis para o país, como é o caso da ligação ferroviária com comboios de mercadorias entre Sines a Madrid e a divisão do tráfego aéreo pelo Porto, Montijo, Beja e Faro, para aliviar o Aeroporto de Lisboa.
in Rádio Pax




Incompetência ou competência?

«Foi pela incompetência dos economistas Constâncio, Cadilhe, Miguel Beleza, Hernâni Lopes, Braga de Macedo, Campos e Cunha, dos Pina Moura que o país chegou aonde chegou e enfrenta as dificuldades que enfrenta? É evidente que não. Todos eles mostraram, tal como Cavaco Silva, muita competência. Todos eles foram e são exímios executantes, competentíssimos economistas, mas com uma particularidade muito importante e decisiva. É que todos, tal como Cavaco Silva, são competentes executantes das receitas da cartilha neoliberal e monetarista que estão a afundar o país e o condená-lo ao atraso, ao mesmo tempo que fazem crescer a ritmos nunca vistos o património e os lucros do grande capital nacional e das multinacionais.»
Jerónimo Sousa, em Santiago de Cacém

Nomeação do novo presidente da EDIA longe de ser pacífica

Henrique Troncho é o novo presidente da EDIA. A Assembleia-Geral da Empresa nomeou ainda os vogais Vicente Reis e Pires de Andrade.

Henrique Troncho, 54 anos, natural de Évora, foi eleito deputado nas legislativas de Fevereiro e era Governador Civil do distrito e Évora, nomeado pelo actual governo.

Em Beja levantou-se um coro de protestos contra a nomeação de Henrique Troncho. Castro e Brito, presidente da FAABA, afirmou que "se trata de uma nomeação política". Luís Serrano, presidente do NERBE, disse que "esta nomeação não agrada a ninguém. É mais um comissário político que vem para a EDIA". José Soeiro, deputado do PCP eleito por Beja, considera "lamentável a teimosia do Governo em levar por diante uma nomeação partidária". A Distrital de Beja do PSD acusa o governo de partidarizar a empresa que gere Alqueva, considerando estranha a saída de Marques Ferreira, num momento crucial para o projecto. O presidente da Câmara de Moura afirmou que não parece ser uma boa escolha, dizendo que o novo presidente não tem apetência para o cargo.

Luís Pita Ameixa, deputado do PS eleito por Beja e presidente da Federação do Baixo Alentejo, contrariando aqueles protestos, confessou não compreender a contestação em torno do nome de Henrique Troncho.

Entretanto e tal como se falava, Fernanda Ramos, ex-vereadora na Câmara Municipal de Évora, será nomeada oficialmente Governadora Civil do distrito de Évora.

A forma e o tempo como o processo foi tratado deixam o novo presidente da EDIA bastante debilitado. Não se compreende, a não ser por razões de gestão partidária de quadros do PS, porque é que a Assembleia–Geral se realizou com seis meses de atraso com graves consequências para a Empresa e o andamento do empreendimento.

Neste jogo de cadeiras mais uma vez o Baixo Alentejo ficou de fora, o que mostra a influência que a Federação do Baixo Alentejo do PS e o seu presidente têm nos centros de decisão do seu partido. Por outro lado e apesar dos jogos de poder entre os diversos grupos existentes na Federação Distrital de Évora do PS, esta vai colocando os seus principais quadros em lugares com poder de decisão nacionais e regionais importantes.

Tomadas de posse

Hoje assisti à tomada de posse dos Órgãos do Município de Beja, de manhã, e à dos Órgãos da Freguesia de Alvito, de tarde. Ambas as cerimónias contaram com a participação de muita gente.

Em Alvito, procederam-se às eleições previstas na Lei que determinaram o seguinte:

JUNTA DE FREGUESIA:
Luís Beguino (CDU)
Mª Edite Cansado (CDU)
Carlos Manuel Banha (CDU)

MESA DA ASSENBLEIA DE FREGUESIA:
António Luís Charrua (MI)
Gertrudes Oliveira Cansado (CDU)
António Pinto Calhau (PS)

É de assinalar que a CDU teve 300 votos (36%) para a Assembleia de Freguesia de Alvito enquanto para a Câmara Municipal (no conjunto das duas freguesias) teve 339 votos (26%).

Trotinetes eléctricas fabricadas em Aljustrel

trotinete-evolution.jpg
A Zaceléctrica, empresa sedeada em Aljustrel, lançou recentemente para o mercado nacional trotinetes eléctricas, o único veículo eléctrico de mobilidade urbana totalmente português.

A empresa apoiou no último fim-de-semana as equipas portuguesa e brasileira do campeonato A1 Grand Prix Taça das Nações do desporto automóvel.

José Godinho, presidente do Município, afirmou que é gratificante ter no Centro de Acolhimento de Micro – Empresas de Aljustrel firmas com as características da Zaceléctica.

PS apoia Mário Soares?

A intrregoção justifica-se porque se fosse assim tão claro o apoio do PS ao candidato apoiado pela Direcção do partido não havia necessidade de dirigentes se multiplicarem em declarações contra a candidatura de Manuel Alegre nem a nova declaração de apoio a Soares feita por Sócrates em Évora, onde um grupo de militantes subscreveu um documento crítico da actuação da Direcção.

Os resultados de algumas sondagens, que colocam Alegre à frente de Soares, parecem estar a perturbar d Direcção do PS...

Homenagem a Carreira Marques

O Núcleo de Amigos do Concelho de Beja prestou, hoje na Casa do Alentejo, homenagem a Carreira Marques que, na próxima Terça-Feira abandona a Câmara Municipal de Beja, a que presidiu durante seis mandatos consecutivos.

Estive presente tal como outros seus vereadores e outros autarcas alentejanos.

Pág. 1/3

Comentários recentes

  • Anónimo

    Está tudo dito... nada a acrescentar! Incapacidade...

  • Anónimo

    "O Ministério do Planeamento anunciou esta quinta-...

  • Anónimo

    Se os autarcas locais , independentemente da cor p...

  • Anónimo

    Conordo em absoluto com o comentário anterior.O di...

  • Anónimo

    O problema é que em Beja este ou outro tema verdad...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds