Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

100 Comentários

Verifiquei agora que já deixei aqui 100 escritos, desde Janeiro, altura em que iniciei este ALVITRANDO.
Nos primeiros meses quase ninguém deu por ele, a avaliar pela ausência de comentários.
Nos últimos meses, parece, ter-se tornado conhecido e tem havido muita gente que aqui veio deixar os seus alvitres.
Nem todos, lamentavelmente, têm primado pela correcção. Alguns têm mesmo derrapado para o insulto, a ofensa, a mentira, pondo em causa o bom nome de outras pessoas, que para aqui não deviam ser chamadas, para além do meu.
Salvo raríssimas excepções, não tenho respondido nem apagado esses comentários. Assim pretendo continuar.
Dão-se alvíssaras a quem queira usar este espaço- o ALVITRANDO- como espaço de liberdade de expressão, de troca de informações e debate de ideias.
Um abraço a todos do tamanho do Alentejo!

Água da Albufeira de Alvito

O Público publicou hoje o seguinte:

"Água de Alqueva "Extremamente Poluída"

As análises efectuadas à água da albufeira de Alqueva pelo Instituto Nacional da Água (Inag), em 2004 , concluem que está "extremamente poluída", sendo-lhe atribuída a classe E, enquanto a qualidade da água de Alvito é classe C (poluída). Perante um cenário destes, a PDAS considera que a adução de água de Alqueva para a albufeira de Alvito "irá provocar a eutrofização neste reservatório", comprometendo a qualidade do abastecimento público a Alvito, Cuba, Portel, Viana do Alentejo e Vidigueira. E quando isto se verificar, a Directiva - Quadro da Água ( 60/2000/CE) "será violada", uma vez que "introduz alterações irreversíveis nas características físico-químicas e biológicas da albufeira de Alvito". O próprio Estudo de Impacte Ambiental elaborado para o transvase da bacia do Guadiana para a bacia do Sado, reconhece que o risco de eutrofização "será agravado" quando extensas áreas, até agora afectas às culturas de sequeiro, receberem o regadio, salienta a PDAS."

Certamente que haverá meios técnicos de evitar, ou atenuar, estes impactos negativos. É isso que deve ser exigido pela AMCAL, pelos Municípios interessados e pelos cidadãos.
É importante o alerta da PDAS, para esclarecimento. Importa agora, em tempo oportuno, tomar as medidas necessárias à garantia da boa qualidade da água.


Comentários recentes

  • Anónimo

    Tristeza de comentário!

  • Anónimo

    Vamos lá ver como é que os nossos políticos e afin...

  • Anónimo

    Fartura de partidos! Tudo quanto é demais não pres...

  • Anónimo

    Tem razão! No entanto é necessário não perder voz,...

  • Anónimo

    Foram buscar o antigo imperador JR .....dizem que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds