Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Bejense é curadora no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro

Zé LG Zé LG, 02.01.12

“Sou alentejana, nasci em Beja, cresci na Biblioteca Municipal que o meu pai coordenava, e os livros formaram o meu imaginário. Quando era adolescente, um livro fez-me querer ser antropóloga, depois desejei a arqueologia, mas decidi seguir as artes, descobrindo os pintores impressionistas e modernos em imagens. A biblioteca era o centro do mundo, a forma de ter acesso ao desconhecido.” Marta Mestre tem subtileza de artista, sorriso franco e olhar inteligente. Muito observadora, cedo seguiu os sentidos e escolheu História de Arte e Museologia, que estudou em Lisboa, para depois fazer um mestrado na mesma área, em Paris. É curadora assistente no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM) e trabalha na programação de exposições do museu, para além de desenvolver ações educativas junto do público. Está numa das cidades do futuro e o seu trabalho é acompanhar de perto a criação dos artistas de hoje, refletir e expô-la ao público. Sempre que pode, visita ateliês no Rio e em São Paulo, para escrever sobre exposições que a seduzem.

Leia todo o texto publicado na Up – Magazine da TAP.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.