Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Incoerência ou competência?

Com frequência são feitas críticas aos que estando agora na oposição, depois de terem deixado o poder, exigem aos novos detentores do poder informações, transparência, cumprimento de programas e promessas e outros procedimentos como não procederam quando estiveram no poder. E, frequentemente também, são classificados de incoerentes por exigirem a outros o que não fizeram enquanto puderam.

Mas poder-se-ão reduzir esses procedimentos a incoerência comportamental ou eles não significarão (também) competência? O que está (mais) errado é o elevado grau de exigências que os antigos detentores do poder apresentam, quando na oposição, aos detentores do poder ou o baixo nível de exigências que os actuais detentores do poder apresentavam quando na oposição?

Não serão a correcta prestação de informações, a transparência nos procedimentos, o cumprimento de programas e promessas obrigações de qualquer poder e a exigência do seu cumprimento um direito / dever da oposição e de cidadania?

Comentários recentes

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.