Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Portugal está entre os 3 países da UE com mais precariedade laboral

Hoje a OIT chama a atenção para as questões da segurança no trabalho. Um dia para  o mundo pensar na necessidade de acrescentar qualidade ao trabalho que temos.
É boa altura para rever a dimensão das palavras segurança e saúde no trabalho. Para além da necessidade de prevanir sinistralidade, e reforçar sistemas de saude laboral, crescem outras (in)seguranças.

"De acordo com os dados do Eurostat, em Portugal, em 2005, 24,9% dos trabalhadores estavam com contrato não permanente. Em 2010 este número era de 29,4%. Portugal está entre os 3 países da UE com mais precariedade laboral."
 
E ouvimos tantos especialistas repetirem que o problema da produtividade em Portugal é a inflexibilidade da legislação laboral. Será hoje um dia para se desdizerem?

 

Post certeiro e oportuno da minha amiga Dores Correia, publicado aqui.

1 comentário

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Mais uma vez, estamos a constatar o desinvestiment...

  • Anónimo

    Pois, pois.....A falta de dignidade e coerência po...

  • Anónimo

    A democracia é a pior forma de governo, com excepç...

  • Anónimo

    Bem sei, caro LG, que a citação não é da sua autor...

  • Anónimo

    O quê? Ou a linguagem é subliminar, ou sou eu que ...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.