Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Feira da Discórdia Aberta”

Zé LG, 01.02.11

 

 

Numa reunião realizada ontem, a autarquia de Beja terá informado que está a encetar contactos no sentido de realizar uma Feira Internacional Fechada.

Francisco Orelha acusa a autarquia de Beja de estar a “apropriar-se e a tirar protagonismo de um projecto” apresentado no seio da Parceria Quadrangular, dizendo que a ideia foi “roubada”.

Manuel Narra pensa que a autarquia de Beja tem que “clarificar” a sua posição no quadro da Parceria Geoestratégica, acrescentando que a posição da Câmara de Beja é de “muito mau gosto” pois tenta lançar, em “proveito próprio”, um projecto que não lhe pertence.

Jorge Pulido Valente mostra-se “estupefacto” com estas posições, assegurando que não está a pensar em realizar nenhuma Feira Internacional Fechada nem há qualquer deliberação do executivo nesse sentido pois o município não tem condições financeiras para suportar sozinho a realização desse evento.

 

Talvez os promotores da ideia desta feira possam mudar o nome da feira para “Feira da Discórdia Aberta”, por parecer mais adequado ao ambiente instalado.