Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Beja, Capital da Poesia

Zé LG, 21.01.11

 

Fazer de Beja a Capital da Poesia, resgatando a antiga Pax Julia romana e a Baja islâmica, “posicionando-a na perspectiva de uma centralidade cultural no País, na Península e no mundo Mediterrânico", é a visão de Eduardo Raposo, do Centro de Estudos Documentais do Alentejo (CEDA), na iniciativa que assinala os 970 anos do nascimento de Almutâmide em Beja.

A programação da iniciativa começa hoje, com uma mesa-redonda subordinada ao tema "Almutâmide, poeta de Beja", a ter lugar às 21h30 na Biblioteca José Saramago, com a participação de Adalberto Alves (autor e investigador arabista), Adel Sidarus (professor jubilado da Universidade de Évora/Estudos Árabes e Islâmicos) e ainda os historiadores António Borges Coelho e Cláudio Torres, o arquitecto José Alberto Alegria, Cônsul honorário de Marrocos, com a moderação a cargo de Eduardo Raposo, director do CEDA.

Amanhã, às 18h30, na Biblioteca José Saramago em de Beja, tem lugar a apresentação do livro de Cristina Silva, “Crónicas do Rei Almutâmide” e, pelas 22 horas, tem lugar no Teatro Municipal Pax Julia, um espectáculo de música, dança, performance e poesia, com a presença de Eduardo Ramos (voz e alaúde), acompanhado por Baltazar Molina na percussão árabe, Fernando Pardal (voz e guitarra), Paulo Ribeiro (voz e guitarra clássica) e Elsa Sham’s (dança e performance). Actuam ainda E. Pablo (poesia e performance) e António Silva (performance), com direcção artística a cargo de Eduardo Raposo.

 

3 comentários

Comentar alvitre