Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Para avivar a memória a quem, por norma, não anota

Um dos motivos porque o governo se tornou fiador de 20 mil milhões de euros de transacções intra-bancárias... ??? Os de hoje vão estar como gestores de Banca amanhã, pois os de ontem, já estão por lá hoje. Correcto??? Se pensa que não, vejamos:
PARA QUE A PLEBE SAIBA:

Fernando Nogueira:
Antes - Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola

José de Oliveira e Costa:
Antes - Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Agora - Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)

Rui Machete:
Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN; Presidente do Conselho Executivo da FLAD

Armando Vara:
Antes – Ministro-adjunto do Primeiro Ministro
Agora - Vice-Presidente do BCP

Paulo Teixeira Pinto:
Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora - Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de 'trabalho', Saiu com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000EUR x 15 meses por ano até morrer...)

António Vitorino:
Antes -Ministro da Presidência e da Defesa
Agora -Vice-Presidente da PT Internacional; Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta - (e ainda umas 'patacas' como comentador RTP)

Celeste Cardona:
Antes - Ministra da Justiça
Agora - Vogal do CA da CGD

José Silveira Godinho:
Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES

João de Deus Pinheiro:
Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora - Vogal do CA do Banco Privado Português.

Elias da Costa:
Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES

Ferreira do Amaral:
Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.

etc etc etc...

O que é isto? Cunha? Gamanço?
- Não, não é a América Latina, nem Angola. É Portugal no seu esplendor…

...e depois até querem que se declarem as prendas de casamento e o seu valor.

Já é tempo de parar! Não te cales, DENUNCIA!

Recebido por e-mail.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Manuel António Domingos 30.10.2010 12:30

    Porra camarada Lenine; comparar um presidente de Câmara reformado, e com mais uns biscatezinhos para sobreviver, com os exemplos do Post, secalhar é um bocadito injusto. Ou não será?
    A esquerda caviar em relação aos exemplos citados deve estar prái na escala de 1/500.000. Mas os pobres de que a esquerda caviar é a maior e única defensora, devem estar praí na escala de 1/5.000.000.
    Esta coisa de repartir a riqueza é muito bonito, mas há limites em relação à igualdade da teoria comunista.
    Ser verdadeiramente solidário, é repartir aquilo que também nos fazia falta. Repartir o que nos sobra, ou o que não necessitamos, não merece que que se utilize a palavra SOLIDARIEDADE.
    Quantos são os que merecem o termo solidariedade em relação ás suas atitudes?
    Pela teoria que defendem os comunistas e outros, deveriam sentir maior responsabilidade nos seus actos, sobretudo em tempos de crise.
    Acumular ilegalmente reformas públicas antecipadas, (largamente acima da média dos outros portugueses) com vencimentos públicos, é imoral e éticamente reprovável, para os verdadeiros homens da esquerda intocável, e única defensora das classes trabalhadoras, de que tanto se arrogam e fazem bandeira.
    Os exemplos do Post em relação aos insultuosos rendimentos de figuras públicas, pura e simplesmente deviam ser retirados/nacionalizados. Será preciso tanto, para essas pessoas, por mais competentes que sejam, viverem com a dignidade que merecem, e reconhecida pelos seus concidadãos? É um verdadeiro escândalo, e um crime de lesa pátria, sobretudo, quando tantos sacríficios se pedem a quem está no limiar da subsistência.
    Eu concordo que as pesoas devem ter estímulos para dar largas à sua imaginazação e capacidades raras. Mas sejamos honestos, estes exemplos são verdadeiramente insultuosos para a maioria dos portuguese que todos os dias também faz qualquer coisa pela vidinha.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Comentários recentes

    • Anónimo

      Há espaço para todos com certeza! Que o digam as c...

    • Anónimo

      Tenho todo o gosto em lhe responder de modo claro!...

    • Anónimo

      Muito bem! Exemplo de como uma ideia simples pode ...

    • Anónimo

      Devemos viver num planeta diferente, porque neste ...

    • Anónimo

      Alguém que nem sequer tem coragem para se mostrar ...

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds