Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Declarações de Pulido Valente preocupam trabalhadores comunistas

Zé LG, 23.09.10

Pulido Valente frisou, em entrevista à Rádio Pax, que foram tomadas medidas “drásticas” e “impopulares” mas que se “impunham” para controlar as despesas e que o processo vai continuar, esperando “estabilizar”, em meados do próximo ano, a situação financeira do Município de Beja.

Os trabalhadores do PCP da Câmara Municipal de Beja manifestaram o seu descontentamento com as declarações feitas por Jorge Pulido Valente, naquela entrevista, em que acusou a CDU de pressionar os trabalhadores comunistas para criarem dificuldades ao executivo, considerando que “As declarações proferidas indiciam desrespeito e falta de consideração para com todos os trabalhadores do Município, ao deixarem implícita a ideia de todos serem autómatos e seres não pensantes, que se deixam influenciar facilmente por ideias conspirativas”.

Os trabalhadores do PCP na Câmara de Beja olham para as palavras do presidente da Câmara “como o prenúncio de uma perseguição que o executivo chefiado por Jorge Pulido Valente pode estar a preparar contra os trabalhadores comunistas do Município, lançando publicamente campanhas difamatórias e falsas, com o objectivo de ir influenciando a opinião pública local para preparar terreno e melhor justificar essas perseguições, que podem inclusivamente culminar com o despedimento ao abrigo das novas regras de avaliação de desempenho dos trabalhadores”.

15 comentários

Comentar alvitre

Pág. 1/2