Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Até parece que ficam muito zangados”

«Nós vemos o PS a ser o executante desta política» e, por outro lado, «o PSD, que arranjou agora um ar moderno com um novo líder, a meter a mão por baixo do Partido Socialista e a assinar as medidas dolorosas que estão a atingir o povo», acusou Jerónimo de Sousa, durante um encontro com a população na cidade de Moura. Depois, continuou, o PS e o PSD «fazem uns arrufos, umas zangas, até parece que ficam muito zangados, mas na altura crucial, quando se trata de aprovar leis injustas contra os trabalhadores e o povo, lá vem o PSD apoiar as políticas do PS, zangando-se depois a pensar em eleições, talvez no próximo ano».

Quanto ao Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), o líder comunista reiterou que no programa «não se encontra um sacrifício a exigir aos banqueiros, aos grandes senhores do dinheiro, aos grandes grupos económicos, mas sim medidas anti-sociais contra quem trabalha, quem vive da sua reforma e quem tem o seu pequeno negócio, a sua pequena empresa, a sua pequena exploração».

6 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • Anónimo

    Cruz credo! Se assim é o k é.... Fdx

  • Anónimo

    O cartaz faz jus ao nome do evento! No entanto o...

  • Anónimo

    Não podes estar mais longe. O eterno e sempre à mã...

  • Anónimo

    Se há tanta clarividência acerca da geringonça com...

  • Anónimo

    Sem dúvida, sobretudo os grandes interesses capita...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.