Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

“Águas Públicas do Alentejo” já começou a assumir a gestão de sistemas municipais

Zé LG Zé LG, 05.07.10

A Águas Públicas do Alentejo, S.A (AgPA) assumiu, desde o passado dia 1, a responsabilidade pela gestão do sistema de saneamento básico e abastecimento de água em alta, em 21 municípios alentejanos, em resultado da parceria pública estabelecida entre o Estado e os municípios aderentes: Alcácer do Sal, Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Arraiolos, Barrancos, Beja, Castro Verde, Cuba, Ferreira do Alentejo, Grândola, Mértola, Montemor-o-Novo, Moura, Odemira, Ourique, Santiago do Cacém, Serpa, Vendas Novas, Viana do Alentejo e Vidigueira, abrangendo cerca de 248.329 habitantes, constituindo assim, 18 % da área de Portugal continental.

Enquanto entidade gestora, a AgPA, será a responsável pela concepção, projecto, construção, exploração e gestão concessionária do sistema de exploração e gestão dos serviços de água em alta relativos ao sistema público integrado, em que será feito um investimento em infra-estruturas estimado em cerca de 228 milhões de euros - cerca de 156 milhões em subsistemas de abastecimento de água e os restantes 72 milhões em subsistemas de saneamento.

4 comentários

Comentar alvitre