Alvitrando
Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.
10
Mar 06

Ontem à noite a Câmara Municipal de Alvito reuniu mais uma vez com os munícipes, cerca de trinta, para procurar as melhores soluções para o mercado e a feira.

A discussão foi animada, muito participada e esclarecedora. Naturalmente que nem todos têm a mesma postura. Enquanto uns expressam livremente as suas opiniões sem outro objectivo que não seja o de contribuir para ajudar a decisões mais acertadas, outros ainda estão de pé atrás, desconfiados, e outros ainda não disfarçam o seu desagrado pelo processo.

A gestão participada é a melhor solução para a tomada de decisões mais acertadas. É um processo que exige convicção e persistência de quem o promove. Exige um modelo e uma estratégia de comunicação para a mobilização da participação.

Uma vez assegurada a participação e ouvidas as diversas opiniões sobre o assunto em discussão a Câmara deve decidir em tempo oportuno. Não deve atrasar a decisão com justificação/desculpa da participação, porque dessa forma está a acabar com ela.
publicado por Zé LG às 16:19
Participar não é isto. Juntar pessoas numa sala sob convite para discutir o que é que seja, ridículo. Participar é diáriamente sem interrrupção, é as pessoas sentirem e saberem que contam, que são cidadãos, e que são respeitados todos os dias. Ser cidadão é contar, é respeitar e ser respeitado, não é ter que ser chamado para reunir numa sala para falar de determinado assunto.O conceito de cidadadnia e participação está mutio para além disto. Isto para mim é democracia simulada, onde se chamam as pessoas para legitimar aquilo que suscita dúvidas ou que é de difícil resolução. Para depois se descartarem e dizerem então vocês é que quiseram assim. Acabem com isto. Abaixo a hipocrisia. Mutitas vezexs convocam-se as pessoas para discutir projectos que já estão decidisos. Estou farto desta bandada de cobardes.alexandre
(http://alexandre)
(mailto:alexanfre@sapo.pt)
Anónimo a 16 de Março de 2006 às 15:25
Freire: Como já disse atrás, não critiquei ninguém pela postura que teve ou tem. Até referi que achava natural que houvessem posturas diferentes. Não afirmei "que um grupo ficou num canto de pé". Não escrevi que "aquele modelo de reunião é o exemplo de gestão participada". Acho que é um bom princípio e que precisa de treino e de ser aperfeiçoado. A minha intervenção é na defesa do que penso ser o melhor para o Concelho e de fornecer algumas informações, que tenho pelas funções que exerci, que podem ser úteis para a tomada de posição e de decisão sobre os assuntos em debate. Mais nada! LG
(http://alvitrando.blogs.sapo.pt)
(mailto:jlopesguerreiro@sapo.pt)
Anónimo a 15 de Março de 2006 às 11:54
Se estamos aqui também a debater democracia deixem-me perguntar como se pode dizer que aquele modelo de reunião é o exemplo de gestão participada? Essas reuniões, como aqui já foi escrito, tem uma plateia composta maioritariamente por pessoas naturais do concelho ou adoptadas que há bastante tempo residem no concelho mas, que nunca os vi fazer nada de real para o desenvolvimento do concelho. Por favor vamos chamar as coisas pelos nomes, aquilo não tem nada a ver com gestão participada, mas sim com uma reunião da Comissão Politica do Movimento Independente com o Srº Lopes Guerreiro a defender os seus projectos e a defender o Movimento. Para provar como o Srº defende o movimento e como pouca democracia existe neste modelo de participação cívica, basta ter assistido as ultimas duas reuniões do tipo ou então simplesmente ler o artigo que o Srº publicou neste seu blog.
Vamos agora analisar o que se passou na primeira reunião; um grupo de cidadãos filiados no PSD e no CDS/PP apresentaram-se na reunião devidamente documentados e com algumas perguntas pertinentes, as respostas que obteve esse grupo de cidadãos foram escassas, e mais, na falta de argumento ainda alguns cidadãos, apoiantes do MI, acusaram este grupo de ir para a reunião fazer politica e procuraram humilhar e denegrir a imagem e participação dos mesmos. Agora vem o Srº Lopes Guerreiro afirmar que um grupo ficou num canto de pé, ora está claro como diz o velho provérbio popular, “Gato escaldado de água fria tem medo” e mais, questiono se este modelo de participação leva o concelho para o caminho do tão desejado progresso.
Na ultima reunião não tive paciência para estar presente até ao fim, pois ouvi tanta bacorada da boca do cidadão Camilo que não aguentei, mas isso o Srº Lopes Guerreiro não comenta, as utopias que foram afirmadas, o bode expiatório que nessa reunião estavam a querer arranjar para justificar a inoperância do Executivo, pondo todo o mau funcionamento da autarquia nas maus dos funcionários, até foi afirmado que o entrave ao desenvolvimento local eram os próprios funcionários, foram apelidados de malandros, entre outras coisas mais, eu nem queria acreditar no que estava a ouvir. Ora nisto o Srº não fala e depois diz que “A discussão foi animada, muito participada e esclarecedora. Naturalmente que nem todos têm a mesma postura. Enquanto uns expressam livremente as suas opiniões sem outro objectivo que não seja o de contribuir para ajudar a decisões mais acertadas, outros ainda estão de pé atrás, desconfiados, e outros ainda não disfarçam o seu desagrado pelo processo.” Ora Srº LG não me lixe!
Freire
</a>
(mailto:freire7513@hotmail.com)
Anónimo a 15 de Março de 2006 às 10:46
Mudam-se os tempos, mudam-se as atitudes e, isso é de louvar. Penso que o processo decisório pode e deve ser participado mas, a participação ou a busca da solução mais acertada por consensualidade não deve atrasar a decisão política, a decisão de quem foi eleito para decidir.
As reuniões promovidas pela CMA para auscultar a vontade dos munícipes devem ser claramente publicitadas e o ou os assuntos que motivam as reuniões, devem ser os únicos pontos a discutir.
Os assuntos de natureza particular ou colectiva, não relacionados com os que forem objecto dessas reuniões, devem ser tratados, nas reuniões de Câmara, no atendimento semanal ou, se for caso disso, nas sessões da Assembleia.
Uma sessão bem publicitada, com o assunto claramente exposto e os objectivos que se pretendem alcançar, o que nela se passar e se disser, dão uma dupla legitimidade à decisão considerando que já é legítima a decisão do executivo eleito.apache
</a>
(mailto:apache@iol.pt)
Anónimo a 13 de Março de 2006 às 14:50
Atento: Continuo a pensar, até que me demonstrem o contrário, que foi no período em que fui presidente da Câmara Municipal de Alvito que esta teve uma gestão mais participada. Seguramente que não fiz tanto quanto desejada e devia ter feito. Quer enquanto tive responsabilidades no poder, quer agora, considero a participação das pessoas um elemento fundamental da qualidade da democracia e das decisões tomadas. LG
(http://)
(mailto:jloopesguerreiro@sapo.pt)
Anónimo a 13 de Março de 2006 às 12:46
LG: O teu comentário é deveras elucidativo da diferença de se estar no poder ou na oposição. O facto não se resume a ti, com quem nada tenho a nivel pessoal, mas sim ao nivel de toda a vida política nacional. Ou seja, a democracia só está na cabeça de quem não detem o poder, porque uma vez lá em cima, tudo muda. Claro que há excepções, como parece ser o MI, mas uma vez passado que seja o estado de graça em que ainda se encontra, quando não apareceram as soluções para os problemas de desenvolvimento do concelho, como será? Penso eu, que me julgo um democrata, que o diálogo em excesso, é contraproducente e que convinha ao elenco da cãmara municipal uma certa discreção. Há é que avançar depressa com projectos de desenvolvimento coerentes, que terão como a lei o exige o seu período de discussão pública, mas que depois terão que ser executados, sob pena de se põr em risco a própria existência de Alvito como concelho. Resumindo, há que trabalhar mais e falar menos. Quanto a ti LG, julgo que deves olhar para trás, pensar no teu comportamento quando lá passaste 8 anos, antes de abrires a boca e dares concelhos.Atento
(http://Atento)
(mailto:atento@htmail.com)
Anónimo a 12 de Março de 2006 às 13:25
A actual Câmara tudo está a fazer para que o concelho se desenvolva da melhor forma. MUITA GENTE deseja que o MI se recandidate daqui a 4 anos. Um grande Bem Haja a toda a equipe que nela integra. Têm feito um excelente trabalho e ainda à tão pouco tempo que exrcem funções. MUITOS PARABÉNS!!!MATILDEPAIXAO
(http://MATILDEPAIAO)
(mailto:MATILDEPAIXAO@SAPO.PT)
Anónimo a 12 de Março de 2006 às 00:07
A festa da participação é isto mesmo. É as pessoas irem criando vontade e avontade para dizerem e escreverem, como aqui fazem, o que pensam ou entendem. É claro que errei e erro muitas vezes. Nunca disse o contrário e não me custa nada reconhecer isso quando chego a essa conclusão, por mim só ou com a ajuda de outros.
O que escrevi não teve por objectivo criticar fosse quem fosse mas apenas salientar o que me parece natural, ou seja, quer nem todos estão da mesma maneira ou na mesma fase no processo de participação. LG
(http://alvitrando.blogs.sapo.pt)
(mailto:jlopesguerreiro@sapo.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 23:14
Nem promovia sessões destas e quando as promoveu, como é o caso da praça, só já fomos confrontados com um projecto aprovado e candidatado, ou seja quando já não havia nada a fazer, a não ser dar o amém ao Sr. e ao seu projecto. Mas bem viu agora que foram postas em causa muitas das suas opções, nada participadas pela população e que com elas não concordaram e hipotecaram o crescimento de Alvito nas zonas que agora se desejam diferentes.atento2
</a>
(mailto:a2@sapo.pt)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 13:07
Ó LG, porque é que no tempo em que eras presidente da câmara não havia sessões como esta? Nessa altura não havia democracia nesta terra? Não tinhas dúvidas nem precisavas de apoio de nimguém para nada? O MI que se ponha a pau com estes debates e estes estranhos apoios.Atento
(http://Atento)
(mailto:Atento@hotmail.com)
Anónimo a 11 de Março de 2006 às 10:18
Março 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
14
19
28
Passaram por cá
Contador de visitas

Desde 15.01.2011
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Afinal a máquina que o Rocha adquiriu já está a fa...
Tens razão João, agora é mais Flamingos...
Podias era responder às questões que se colocam e ...
Bares de "Flamengo"? Asneira, pois claro.
https://entreasbrumasdamemoria.blogspot.com/2018/0...
Porra até que enfim! Ainda falta a marcação no pav...
Ena tanta gente preocupada que Beja venha a ser no...
É só fumaça.
Desculpe?? Debater com seriedade??Chamando aos out...
Falta assumirmos nós uma atitude pedagógica.
Só há problema quando há teimosa tenacidade “cultu...
Badamerda com o Hitler. E não tenho duvida alguma ...
Infelizmente... Beja sem ciganos já não vai ser po...
Ciganos? Já se pode discutir ciganos sem tabús? E ...
Hi Hitler !!!
blogs SAPO