Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Preso político cubano morre em greve de fome

Zapata Tamayo morreu esta terça-feira num hospital de Havana, após 85 dias de greve de fome em protesto contra o tratamento recebido na prisão. Trata-se da primeira morte de um prisioneiro político cubano desde os anos 70.
Viveu os últimos anos num recorrente entra e sai das prisões cubanas, tendo sido preso pela primeira vez em 2002 por fazer greve de fome em apoio aos prisioneiros do regime castrista.
Em 2003, Zapata Tamayo, membro de uma associação cívica ilegalizada pelo governo cubano, foi condenado a 18 anos de prisão por alegada desordem pública.

 

Quem morre pelos seus ideais merece o meu respeito, por maior repúdio que me possam merecer os seus ideais. Um regime que deixa morrer, ou mata, quem pensa diferente não revela força, mostra medo e não sobreviverá, por mais tempo que dure.

4 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • João Espinho

    @Anónimo 18:49 - isso é um desejo seu, não?

  • Anónimo

    O mais doce,aquele que mais têm contribuído para a...

  • Anónimo

    Até pode acontecer que o BE seja o terceiro partid...

  • Munhoz Frade

    Associo-me ao Lopes Guerreiro no seu lamento. Part...

  • João Espinho

    Ora bem. Pessoa amiga, entendida no método de Hond...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.