Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando há seis anos neste largo de liberdade

Já passaram seis anos sobre o dia em que decidi abrir este espaço, cujo nome e objectivos explicitei aqui. Ao longo deste tempo publiquei 8 723 alvitres e registei 14 705 comentários. Desde 20.07.2005, o contador regista mais de 700 500 visitas.

Talvez por causa destes números, vou sentindo o Alvitrando cada vez mais nosso e cada vez menos meu. Já há muito que deixei de escrever e publicar apenas o que me apetece e passei a ter, cada vez mais, em conta o que os visitantes e comentadores  dele.

O Alvitrando poderá vir a ter mais opiniões de outros que nele comentam se tal se justificar, pelo interesse, pertinência e oportunidade dos comentários.

O Alvitrando continuará a ser o largo de liberdade, onde todos os que querem exercem o direito à livre expressão, e um veículo de divulgação do Alentejo e do que se passa nele e com as suas gentes.

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Passaram por cá

(desde 15-01-2011)

Comentários recentes

  • João Espinho

    Exposição ficará patente ao público até quando? Ob...

  • Ana Matos Pires

    A propósito de Silos, estão todos convidados. Apar...

  • Anónimo

    Andam por aí umas cromas a falar de recusa de tran...

  • Anónimo

    Só para complementar o que atrás se refere.Todos a...

  • Anónimo

    Foram edifícios construídos depois da grande cheia...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.