Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Ainda as dúvidas que o corte de água a Évora levanta

O problema reside na albufeira de Monte Novo, onde as lamas provenientes dos tratamentos da água (parte do tratamento é feito à base de alumínio) têm sido, desde que a ETA está em funcionamento, acumulados perto das margens e que, com as chuvas fortes, escorreram para a albufeira e conduziu aos altos teores de alumínio observados na água, quase o dobro do legalmente estabelecido.

O sistema de tratamento da ETA não é eficaz para tratar estas altas quantidades de alumínio e de outros metais contidos na água bruta.

Neste momento o Hospital de Évora, que tem na sua posse as análises à água, não estará a utilizar a água da rede de abastecimento público.

A Câmara terá contactado, nalguns casos uma semana antes, as principais unidades hoteleiras - nomeadamente o Convento do Espinheiro - dizendo que havia alteração na qualidade da água e que o abastecimento poderia ser cortado, enquanto que o Hospital foi avisado apenas uma hora antes do corte da passada terça-feira.

Continua a não se perceber porque é que a Câmara de Évora não tem sido mais transparente em todo este processo.

Comentários recentes

  • Anónimo

    Penso que é facial perceber quem falta a verdade. ...

  • Anónimo

    Bons tempos.

  • Anónimo

    Tem toda a razão, às vezes parecem miúdos que pela...

  • Anónimo

    Como estão as contas afinal?

  • Luis Palminha

    Se não me engano, a resposta a essa pergunta foi p...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.