Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Acredito no impossível possivelmente

Zé LG Zé LG, 14.11.09

“Factos. Factos. Dêem-me factos. Pois bem,

O facto, hoje, é este, simplesmente:

Que eu acredito no impossível possivelmente”,

Escreveu o Poeta alvitense Raul de Carvalho. E, porque se calhar como ele, acredito no impossível, atrevo-me a apontar mais algumas orientações que me parecem fundamentais para o reforço do Partido.

Devemos procurar novas formas de nos relacionarmos com a Sociedade, o que deverá passar por um relacionamento mais activo e descomplexado com a comunicação social; por um discurso menos estereotipado e com menos frases feitas repetidas até à exaustão, por mais correctas que sejam; por um funcionamento mais transparente (dando corpo à expressão “Paredes de Vidro”), porque os cidadãos para se interessarem e confiarem no Partido precisam de o conhecer no que tem de bom e menos bom; e por sermos menos sectários, capazes de construir a coesão política e ideológica na acção, tendo em consideração a diversidade de opiniões e não pretendendo impor a unicidade de pensamento.

Atendendo à importância que tem o Poder Local e a necessidade de termos uma política comum nas diversas autarquias em que temos eleitos, consideramos necessário uma organização vertical e com bastante autonomia destes, por exemplo activando a PL-AECOD, e para evitar choques entre esta estrutura e a organização do Parido deve ser garantida a participação, por inerência, dos presidentes das câmaras comunistas nas comissões concelhias e distritais. Importa ainda de uma atenção prioritária à organização dos trabalhadores das autarquias.

 

Parte final da intervenção (corrigida) que fiz na 4ªAssembleia da Organização de Beja do PCP, em 20.02.2000.

32 comentários

Comentar alvitre

Pág. 1/2