Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Presidente da Assembleia Municipal de Elvas absolvido

da acusação de um crime de coação contra membro de órgão constitucional, no processo que decorria em tribunal sobre a expulsão de Tiago Abreu (queixoso no processo) de uma sessão daquele órgão autárquico.

A leitura da sentença, no Tribunal de Elvas, ditou que Joaquim Real Mendes "não teve intenção de impedir Tiago Abreu de exercer o seu cargo político na Assembleia, antes pretendia manter a disciplina e garantir a continuidade dos trabalhos” e que "a expulsão era a única forma de prosseguir a ordem de trabalhos, uma vez que Tiago Abreu foi advertido três vezes e não acatou as palavras do Presidente da Assembleia Municipal”.

Comentários recentes

  • José Filipe Murteira

    Excerto do despacho : " Pretender amordaçar a libe...

  • Anónimo

    http://www.pracadarepublicaembeja.net/2019/09/a-mi...

  • José Filipe Murteira

    Numa altura em que a vida política está toda (ou n...

  • Anónimo

    Quanto às 3 ou 4 capas do DA, ninguém tem a mínima...

  • Anónimo

    Marretas são aqueles que não querem ver o que de f...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.