Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Poderes obscuros

Os dois vogais do Conselho de Administração da EDAB decidiram, contra o Presidente, contratar 6 trabalhadores e 3 prestadores de serviços e delegar a competência para concretizar essa decisão num dos vogais.
O Presidente fez sair um comunicado dizendo que discorda da decisão e que não assume qualquer responsabilidade pela sua concretização...
O Presidente da AMDB considera estranha a decisão, tomada contra a vontade do Presidente, quando está para haver substituições no Conselho de Administração, para além do Governo estar em gestão...
O Presidente do NERBE diz que a decisão cheira mal, que os vogais só se querem amanhar, que só gastam dinheiro em prédios, carros e oordenados, que o projecto nunca mais anda, que é uma vergonha...
Os líderes e cabeças de listas da CDU e do PS condenam a decisão e reclamam medidas que ponham fim à situação...
O Governador Civil (que merece um aplauso pela clareza e frontalidade) diz que a decisão não tem o aval do governo, que estão a pôr interesses pessoais e de grupo à frente do interesse público, que se fosse ele a mandar que punha os vogais na rua, depois de lhes pedir responsabilidades pelos desmandos...
Tudo isto é apenas uma pequena amostra das palavras graves que têm sido proferidas nestes últimos dias.
Da distrital do PSD não se ouviu ainda uma palavra. Da sua candidata também não.
Do PP idem.
Do Governo - 1º ministro, ministro ou secretário de Estado - nada também se ouviu senão o que o Governador Civil disse.
Será que situação tão grave, como foi apreciada pelo representante do governo, pela AMDB e pelo NERBE, pelos partidos da oposição, vai ficar assim mesmo? Será que um vogal tem assim tanto poder? Que poder é esse? - Legítimo não parece ser face às palavras do Governador Civil. Será obscuro? E permite-se?

3 comentários

Comentar post

Comentários recentes

  • João Espinho

  • Anónimo

    O desenho até é muito apropriado, e de leitura mui...

  • Mais Beja

    Promessas que se tornam ilusões.O programa governa...

  • Anónimo

    Quem se mete com os rapazes do Pedro do Carmo, lev...

  • Anónimo

    O Tema e importante e merece tratamento jornalisti...

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.