Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Assembleia da República vai apreciar Petição da Plataforma Alentejo

Zé LG, 25.09.22

Plataforma-Alentejo-768x543 (1).jpgA Assembleia da República (AR) vai apreciar a sua Petição nº 622/XIII/4ª na Reunião Plenária do dia 28 de setembro, a partir das 15h00. A Petição “Plataforma Alentejo - Estratégia Integrada de Acessibilidade Sustentável do Alentejo nas ligações Nacional e Internacional”, apresenta um conjunto de prioridades, entre as quais, a Plataforma Alentejo exige que se considere o Aeroporto Internacional do Alentejo/Beja como parte do sistema aeroportuário nacional, a eletrificação e modernização das Ligações Ferroviárias Sines-Caia por Beja (com ligação à Funcheira – Linha do Algarve) e Portalegre-Abrantes e a requalificação, em perfil de autoestrada, ligando o nó da A26 a Beja, e a ligação do nó da A23 (Nisa) ao nó da A6 (Estremoz).

No âmbito da apreciação da Petição na AR, os membros do Secretariado da Plataforma Alentejo estão a organizar uma delegação para seguir presencialmente o debate. Todos os interessados podem seguir o debate através do Canal Parlamento, no sítio da internet da AR (www.parlamento.pt) ou no Facebook.

Grupo Cortez criado para a pesca de lagostim e peixe do rio em Alqueva

Zé LG, 25.09.22

Untitled-1-1-1024x659.jpgUma das áreas que mais se desenvolveu com o Alqueva, foi a actividade da pesca de lagostim e peixe do rio. O Grupo Cortez, criado pelo mourense João Cortez, apostou neste sector e tem corrido bem. “Não falamos só de Alqueva, mas de tudo o que está adjacente à barragem, o que nos ajudou a criar uma oportunidade de negócio e a empresa Grupo Cortez”, afirmou o empresário que acrescentou ter “um acordo com as grandes superfícies e intermediários, onde nos garantem quase todo o escoamento que conseguimos obter”. O negócio também é feito com Espanha, já que a empresa de Moura “representa quatro fábricas espanholas de lagostins, onde é feita a recolha directamente”, afirmou o pescador.
A apanha de lagostim e peixe de rio, como achigã, barbo, lucioperca e sável, umas das espécies mais apreciadas no Ribatejo e ainda pouco valorizada no Alentejo, faz do Grupo Cortez uma empresa de referência. 

Sindicato acusa entidades fiscalizadoras “de nada fazerem” contra as poeiras da atividade mineira em Aljustrel

Zé LG, 24.09.22

Almina.pngO Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira (STIM) mostra-se frontalmente contra as poeiras que resultam da atividade mineira em Aljustrel e acusa as diversas entidades que deveriam fiscalizar esta situação “de nada fazerem”. O sindicalista Luís Cavaco, afirma que “as poeiras são um atentado à saúde pública, por isso não calaremos a voz até que esta situação seja devidamente monitorizada”.

Elisa Ferreira e Ana Abrunhosa no lançamento das obras da Estação Biológica de Mértola

Zé LG, 24.09.22

202209231621499117.jpgA comissária Europeia da Política de Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, e a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, marcam presença, ontem , no Salão Nobre da Câmara Municipal de Mértola, na cerimónia que assinala o início das obras de requalificação da antiga EPAC – futura sede da Estação Biológica de Mértola.

O projeto, resultante de uma parceria entre o Município de Mértola e o CIBIO InBio - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto, está integrado numa candidatura ao Portugal 2020 que prevê o apoio à reabilitação do edifício dos antigos Silos da EPAC em Mértola, edifícios que acolherão os laboratórios, áreas de co-working e as áreas sociais da Estação Biológica de Mértola.

“Os Mesmos de Sempre a Pagar” dinamizam “ação de protesto pela inversão desta política”

Zé LG, 24.09.22

202209221716184122.jpgO Movimento “Os Mesmos de Sempre a Pagar” promove amanhã em Beja, Aljustrel, Ferreira do Alentejo, Mértola e Serpa um conjunto de ações contra o aumento do custo de vida e contra o empobrecimento. Mobilizar e sensibilizar as populações contra o rumo de empobrecimento que está a ser colocado, fruto do aumento do custo de vida e a desvalorização de salários, pensões e reformas é o principal objetivo.

Na cidade de Beja o protesto vai ouvir-se, às 9.00 horas no mercado de Santo Amaro, a partir das 11.00 horas e no mercado quinzenal que decorre no Parque de Estacionamento do Parque de Feiras e Exposições.

Raquel Franco morreu

Zé LG, 22.09.22

202209221032012647.jpgRaquel Judice de Oliveira Howell Franco, de 83 anos, natural de Beja, morreu no dia 21, no Hospital de Beja. O funeral realiza-se hoje, às 13:45 das Casas Mortuárias de Beja para o Cemitério de Ferreira do Alentejo.

Raquel Franco frequentou o curso de Filologia Germânica e foi tradutora dos Serviços Administrativos das Forças Armadas alemãs em Beja. Foi eleita para a Assembleia Constituinte pelo PS pelo círculo de Beja e, ao longo dos anos, uma defensora dos direitos das mulheres com várias intervenções na vida cívica.

À família eao PS apresento os meus sentidos pêsames.

“Beja Consegue” debate "Qual o futuro da Saúde no Baixo Alentejo?"

Zé LG, 22.09.22

2º colóquio.jpeg

• Drª Ana Matos Pires, Diretora do Serviço de Psiquiatria da ULSBA e Coordenadora Regional da Saúde Mental da ARS Alentejo;

• Enfº Francisco Barradas, Enfermeiro na ULSBA;

• Drª Inês Sayanda, especialista em Medicina Geral e Familiar na ULSBA;

• Dr. José Barriga, especialista em Medicina Interna.

Associações de regantes denunciam custos “insuportáveis da energia” e relamam medidas do governo

Zé LG, 22.09.22

Regantes.pngA Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG) reuniu com o secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Rui Martinho, a quem expôs as preocupações dos agricultores relativamente ao impacto que o aumento exponencial do preço da energia elétrica está a ter na distribuição de água à agricultura e pediu a abertura de um novo concurso no âmbito do Plano de Desenvolvimento Rural (PDR 2020) para apoio à instalação de painéis fotovoltaicos nos regadios coletivos. Ler mais aqui e aqui.

Necessidade de um debate sobre a redução do tempo de trabalho e nos caminhos para lá chegar

Zé LG, 21.09.22

Relaes-trabalho-1.jpg“O tempo de trabalho que existe na sociedade em que vivemos é injustificável”, frisou Vieira da Silva, ex-ministro do Trabalho e da Economia ,considerando ser necessário promover o debate sobre esta matéria e pensar em alternativas como a semana de quatro dias ou uma distribuição diferenciada de horários ao longo da vida.

Também Carvalho da Silva, antigo secretário-geral da CGTP, partilhou a ideia de debater o tema, mas alertou para o “perigo” de “entrar numa discussão focalizada num instrumento ou apenas via de lá chegar”, apontando outras formas como alterar o conceito de vida ativa e argumentando que o foco deve ser colocado na redução do tempo de trabalho e nos caminhos para lá chegar.

Já José da Silva Peneda, ex-ministro do Trabalho e antigo presidente do Conselho Económico e Social (CES), considerou que existem matérias laborais sobre as quais “valeria a pena” uma comissão no parlamento com representantes dos partidos políticos.

Opiniões expressas aqui.

Das 200 mil pessoas que sofrem de demências, 150mil sofrem de Alzheimer

Zé LG, 21.09.22

Alzeheimer.pngHoje assinala-se o Dia Mundial da Doença de Alzheimer, que pretende consciencializar a população para esta doença. Sendo uma demência que não tem cura é importante o diagnóstico precoce e a criação de uma rede alargada de intervenção, realça Vasco Nogueira, médico psiquiatra que se dedica à área geriátrica.
A doença manifesta-se de formas diferentes, até por vezes de formas menos típicas que pode levar a confusões no diagnóstico. De qualquer modo, as características mais habituais passam pela dificuldades ao nível de memória, sobretudo para eventos recentes, “para aquilo que aconteceu na semana passada”. Identificam-se também alterações muito vincadas a nível da orientação, temporal e espacial, e dificuldades no reconhecimento da face de pessoas familiares ou próximas.

UF de Salvador e Santa Maria da Feira reclama solução para o atravessamento seguro de peões da EN 260 / IP 8

Zé LG, 21.09.22

2021-ACIDENTE_800x800.jpgO Executivo da União de Freguesias Salvador e Santa Maria da Feira (UFSSM) decidiu pedir, com urgência, uma reunião à Câmara de Beja, preocupado com os acidentes graves que ocorreram na estrada nacional 260 / IP 8 que circunda a cidade. No espaço de um mês, três acidentes com peões a atravessar aquela via provocaram duas mortes e um ferido grave, que geraram uma grande preocupação no Executivo da UFSSM, liderado por António Ramos, para com as pessoas dos dois bairros, Bairro da Esperança e das Pedreiras, que muitas destas, para terem acesso à cidade têm que diariamente atravessar este EN/IP.

A União de Freguesias defende que a Câmara Municipal “reúna e questione as Infraestruturas de Portugal de Beja, no sentido de se estudar uma solução para o problema, estando este executivo disponível, numa forma conjunta, em colaborar com estas duas entidades, na ajuda e propostas de soluções que melhorem a segurança de pessoas e bens”.

Aos que usam e abusam do politicamente correcto

Zé LG, 20.09.22

Banner-Lopes-Guerreiro-300x286.jpgDepois de alguns convites que, por uma ou outra razão, acabaram por não ter efeitos práticos, inicio hoje uma crónica semanal na Rádio Vidigueira, a convite do Marco Abundância, a quem muito agradeço. Aproveito para saudar todos os ouvintes da Rádio Vidigueira e em especial os habitantes deste concelho, de onde sou natural.

Este convite teve em mim um efeito agri-doce. Por um lado, é mais uma responsabilidade que me vai ocupar algum do pouco tempo livre de que disponho e obrigar-me a estar mais atento ao que se passa, tendo em conta que há já duas décadas que deixei a vida política activa, com excepção de uma ou outra intervenção pontual e da gestão do meu blogue, o Alvitrando. Por outro lado, a apresentação destas crónicas semanais vai contribuir para uma maior reflexão sobre alguns temas e sobre eles sistematizar melhor o meu pensamento crítico, que espero poderem ser algumas “pedradas no charco”, em que se encontra a nossa sociedade, particularmente na nossa região. Ouvir aqui.

 

 

Ministra da Coesão Territorial anunciou primeiros avisos de concursos para centros de saúde e escolas

Zé LG, 20.09.22

20220609162606271.png“Vamos abrir, espero eu, em outubro, no máximo, os primeiros avisos de concurso para centros de saúde e escolas que estão mapeadas com Prioridade (P) 1 e poderemos apoiar escolas da P2 ou P3, desde que tenham os projetos maduros, ou sejam que estejam validados e prontos para lançar a concurso”, disse Ana Abrunhosa, no final da sessão de encerramento do Encontro Nacional de Autarcas, referindo ainda que o Governo está a trabalhar em medidas de apoio aos municípios.

Ana Abrunhosa revelou que o Governo vai eliminar o limite de elegibilidade de 5% na revisão dos contratos de obras públicas e que vão ser libertados fundos para estes contratos que ficaram mais caros e têm custos mais elevados por via do aumento dos custos dos materiais, da mão-de-obra e da energia.

Sines avança com a criação de uma Comunidade de Energia Renovável

Zé LG, 19.09.22

202208221148537486.pngO município de Sines vai criar, em conjunto com a APS e a aicep Global Parques, uma Comunidade de Energia Renovável (CER) com vista à sustentabilidade energética deste território, que, no âmbito da Transição Energética, permite a partilha de energia produzida no seio da comunidade entre os seus membros, com uma significativa redução de custos, podendo agregar entidades públicas e privadas no seu seio. A criação da CER de Sines, cujo memorando de entendimento entre as três entidades foi assinado esta segunda-feira, será antecedida de um estudo, a cargo da Agência de Energia do Ambiente da Arrábida (ENA).