Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

Alvitrando

Aqui se dão alvíssaras e trocam ideias sobre temas gerais, o Alentejo e o poder local, e vou dando notícias das minhas reflexões sobre temas da actualidade e de acontecimentos que achar que devem ser divulgados por esta via.

CDU exige nova eleição da Junta e da Mesa da Assembleia da União de Freguesias de Moura e Santo Amador

Zé LG, 27.10.21

logotipo_site.pngDe acordo com a CDU, “foi dada posse a um eleito do Partido Socialista no lugar de outro, que por motivos de saúde não podia estar presente, quando essa opção está vedada, uma vez que no ‘ato de instalação quem falta não é substituído, pois só pode ser substituído quem tenha tomado posse e assim seja titular de um mandato’. Desta situação, decorreu ainda o facto de a mesma pessoa ter sido eleita para a Junta, sem ter sido eleita para a Assembleia de Freguesia.

António Bota eleito Presidente do Conselho Intermunicipal da CIMBAL

Zé LG, 26.10.21

20211026153517286.JPGOs presidentes das Câmaras Municipais de Almodôvar, António Bota (PS), de Beja, Paulo Arsénio (PS) e de Vidigueira Rui Raposo (CDU) foram eleitos, por unanimidade, presidente e vice-presidentes do Conselho Intermunicipal da CIMBAL.

António Bota disse que as prioridades da CIMBAL “são diversas, mas a maior delas é manter unidos os eleitos da comunidade em prol de um objetivo comum: angariar mais fundos comunitários e executá-los na região”, que os autarcas têm “de unir esforços para conseguir mais e melhor para a região e para que os cidadãos fiquem beneficiados com o trabalho tanto ao nível das autarquias como ao nível do grupo autárquico da CIMBAL” e que vai apostar numa “visão coerente e de proximidade com os fundos comunitários para o ciclo da água, as eficiências energética e hídrica e o acolhimento empresarial para estimular a economia”.

Pão de São Miguel (re)conquista Medalha de Ouro de “Melhor Pão de Portugal”

Zé LG, 26.10.21

MERTOLA-Pao-Sao-Miguel_800x800.jpgO Pão de São Miguel fabricado pela padaria Seara de Pão, uma empresa familiar sediada em São Miguel do Pinheiro, concelho de Mértola, ganhou pelo segundo consecutivo a Medalha de Ouro do 10º Concurso Nacional de Pão Tradicional Português.

Depois das Medalhas de Prata de 2016 e 2017 e da Medalha de Ouro de 2020, o pão fabricado na aldeia que as gentes da terra definem como ficando no “fundo do Alentejo e não no Alentejo profundo”, voltou em Santarém a ser reconhecido como o melhor de Portugal.

Na União de Freguesias que aglutina São Miguel do Pinheiro, São Pedro de Sólis e São Sebastião dos Carros, estão localizadas as 13 padarias existentes no concelho de Mértola, que continuam a fabricar um pão alentejano genuíno e especifico e, definido como: “um pão rijo e duradoiro, um pão à moda antiga”.

Salário Mínimo Nacional

Zé LG, 26.10.21

img_900x560$2021_10_20_12_35_52_414740.jpgO Salário Mínimo Nacional (SMN) aumentou este ano 30 euros e o governo propõe aumentá-lo 40 euros no próximo ano. As acusações ao governo de cedência ao BE e principalmente ao PCP são mais que muitas, muitas vindas de onde menos seria de esperar. Deve ser por essa razão que os governos "comunistas" da Alemanha, da Inglaterra e da Espanha vão proceder a grandes aumentos dos seus já altos salários mínimos, comparados com o nosso...

Os protestos dos patrões não se fizeram esperar, como acontece sempre, com o argumento de que as empresas não aguentam. Vão ver o que disse António Saraiva numa entrevista ainda não há muito tempo: que a economia portuguesa não crescia com base em baixos salários, que muitas empresas já pagavam salários acima das tabelas. Então em que ficamos? Muitas empresas não vão sobreviver - muitas já encerraram durante a pandemia -, não devido aos salários incomportáveis mas sim devido à concentração que se tem verificado nos últimos tempos - veja-se o que tem acontecido com o pequeno comércio face às grandes superfícies. E também aos aumentos dos factores de produção.

Este "jogo" terá consequências mais graves que as de um dérbi

Zé LG, 25.10.21

crise.pngOiço muitos analistas e comentadores, encartados e de sofá, a explicarem tim-tim por tim-tim a situação e os responsáveis pela mesma. De uma maneira geral é como na bola. Cada um defende o seu partido / clube e ataca os outros. O problema é que as consequências deste "jogo" serão muito mais graves que as de um dérbi. Talvez valesse a pena evitar análises e prognósticos tão precoces e definitivos, bem como acusações mútuas, e procurarmos todos, principalmente os que mais responsabilidades têm na situação a que chegámos, a melhor solução para o país e para os portugueses, deixando de lado, pelo menos durante algum tempo, os cálculos de quem vai perder ou ganhar mais. Porque, se assim não fizermos, talvez o resultado venha a ser mau para todos (a grande maioria)...

Se "deitarem fora a criança com a água do banho" serão todos responsabilizados por essa tremenda irresponsabilidade. Não é tempo de destruir mas de construir e manter pontes. Todos esticaram a corda... é preciso que todos façam todos os esforços para evitar dar o último esticão. Tentem ouvir o que se diz cá fora e não apenas o que dizem uns aos outros nas vossas reuniões. Só assim faz sentido ocuparem tanto tempo nelas.

Pelouros atribuídos na Câmara de Beja

Zé LG, 25.10.21

20211025151750772.png

Presidente da Câmara Municipal, Paulo Arsénio (PS) - Divisão Administrativa e Financeira, Gabinete de Apoio ao Investimento, Divisão de Turismo e Património, Divisão de Cultura, Serviço de Empreitadas, Gabinete Jurídico e Gabinete de Comunicação.

Vereador a tempo inteiro Rui Marreiros (PS) - Divisão de Ambiente e Sustentabilidade, Divisão de Administração Urbanística, Divisão de Serviços Operacionais (com exceção do Serviço de Empreitadas), Serviço Municipal de Proteção Civil, Gabinete de Gestão da Mobilidade e Gabinete de Apoio aos Eleitos.

Vereadora a tempo inteiro Marisa Saturnino (PS) - Divisão de Desenvolvimento e Inovação Social, Gabinete de Recursos Humanos, Divisão de Educação, Desporto e Juventude e Partido Médico Veterinário

Aos três vereadores da CDU, Vítor Picado, Fátima Estanque e Rui Eugénio e ao vereador da coligação Beja Consegue!, Nuno Palma Ferro, não foi atribuído qualquer pelouro.

As reuniões da Câmara Municipal serão quinzenais, às quartas-feiras, alternadamente às 10.00 e às 17.30 horas.

João Paulo Trindade deixa a presidência do IPBeja com o sentimento de “missão cumprida”

Zé LG, 25.10.21

João-Paulo-Trindade-768x432.jpgJoão Paulo Trindade, que não se recandidatou à presidência do IPBeja, assegura que foi cumprido o desafio de “inverter a curva descendente que se verificava há algum tempo” no número de alunos matriculados no Politécnico de Beja, fala num “crescimento sustentável” de alunos, diz que a ligação à comunidade foi reforçada nos últimos quatro anos, realçando que as principais metas foram alcançadas.

Sem nome.png

O Conselho Geral do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) reúne-se hoje, para votar, a audição pública, realizada no passado dia 18, tendo de deliberar apenas sobre a candidatura da professora Fátima Carvalho, a única candidata, que se apresentou a eleições, para suceder a João Paulo Trindade.

Construção do Hospital Central do Alentejo já arrancou em Évora

Zé LG, 24.10.21

202107302243594580.jpgA obra de construção do novo Hospital Central do Alentejo, em Évora, já arrancou, com a preparação do terreno, com um investimento total de cerca de 210 milhões de euros, cerca de 180 milhões da construção e “mais 30 milhões” para “equipamento de tecnologia de ponta” .

A futura unidade hospitalar, a situar na periferia da cidade de Évora, vai ocupar uma área de 1,9 hectares e ter uma capacidade de 351 camas em quartos individuais, que pode ser aumentada, em caso de necessidade, até 487.

Com 30 camas de cuidados intensivos/intermédios e 15 de cuidados paliativos, a nova unidade vai ter, entre outras das valências, 11 blocos operatórios, três dos quais para atividade convencional, seis para ambulatório e dois de urgência, cinco postos de pré-operatório e 43 postos de recobro.

APS lança concurso para concessão do Terminal Multiusos do Porto de Sines

Zé LG, 24.10.21

A Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) anunciou a abertura do concurso para concessionar a exploração do Terminal Multiúsos (TMS) do porto alentejano, em regime de serviço público, onde podem ser movimentados contentores, granéis e cargas de projeto, entre outras mercadorias.

IMG_8070.JPG

As propostas têm de ser apresentadas até 15 de fevereiro de 2022 e o prazo de concessão será proposto pelos concorrentes, sujeito a um máximo de 30 anos. O concurso será integralmente tramitado através da Plataforma Eletrónica de Contratação Pública da Saphety, acessível através do sítio eletrónico https://www.saphetygov.pt/.

Flexibilidade traz falta de condições de trabalho e desenfreada exploração

Zé LG, 23.10.21

Pedro-Marques-Lopes-18-05-2021-01-220x220.png«Eis o manífico mundo novo do trabalho. A chamada economia da partilha, que, até ver, produziu meia dúzia de indivíduos com um poder económico como nunca ninguém teve (que rapidamente está a tornar-se político), e uma crescente multidão de trabalhadores sem direitos laborais, sem segurança social, sem protecção, mas com imensa liberdade. Liberdade para poder vender a dignidade do trabalho por uma malga de arroz.

O termo flexibilidade não é mais do que um falso polimento para a mais absoluta precariedade. E esta não traz, entre muitas outras coisas fundamentais para o crescimento económico, nem produtividade, nem criatividade, nem rigorosamente mais nada que não seja falta de condições de tyrabalho e, sim, desenfreada exploração. ...

O trabalho é fulcral na vida de um homem e de uma mulher - não é, de facto, um factor de produção, é muito mais do que isso.» - Pedro Marques Lopes, in VISÃO, de 21-10-2021.

UÉ integra projeto “Olivares Vivos+”, que vai certificar “o compromisso dos olivicultores com a conservação da biodiversidade”

Zé LG, 23.10.21

202108101628216277.jpgA Universidade de Évora (UÉ) é a representante de Portugal numa rede europeia que vai “desenvolver um certificado que garante o compromisso dos olivicultores com a conservação da biodiversidade”. O projeto, denominado Olivares Vivos+, é financiado pelo Programa LIFE na área de Natureza e Biodiversidade e integra, além de Portugal, Espanha, Itália e Grécia.

O projeto visa também, face às alterações climáticas, “contribuir para uma maior resiliência e resistência do olival, uma cultura chave para a economia da Europa mediterrânea em geral e de Portugal em particular", destacou José Herrera, coordenador nacional do projeto.

Esperada produção recorde de 150 mil toneladas de azeite

Zé LG, 22.10.21

AZEITE-690x450.jpgA campanha da azeitona arrancou no passado dia 15 de Outubro, num ano em que é esperada uma produção recorde de 150 mil toneladas de azeite, de acordo com as previsões da Olivum — Associação de Olivicultores e Lagares do Sul. O valor das exportações deverá aumentar e superar os 600 milhões de euros.

O olival moderno é responsável por 80% da produção nacional de azeite, estando Portugal posicionado como o 8.º maior produtor mundial de azeite, com produtividades recorde no Alentejo que podem chegar – em 2021 – às 20 toneladas por hectare.

Portugal é o primeiro no mundo em termos de qualidade, ao produzir 95% de azeite virgem e virgem extra. Os Estados Unidos da América ocupam o segundo lugar, atingindo os 90%; Espanha e Itália aparecem em terceiro, com apenas 70%.

Portugal garante desde 2014 a sua autossuficiência em azeite e as exportações têm crescido de forma marcada nos últimos anos, ao atingirem 500 milhões de euros em 2017, cerca de 600 milhões, em 2020, e com a perspetiva de superação deste valor agora em 2021.

PS, PSD e Chega uniram-se para afastar a CDU da Mesa da Assembleia Municipal de Silves

Zé LG, 21.10.21

246988794_4727253240652326_1261468908764530755_n.j«E esta eleição da Mesa da Assembleia é um bom exemplo pelo qual existe um afastamento das pessoas em relação à política, a escolha e a vontade do Povo não foi respeitada nesta Eleição!!!

A escolha do Povo no dia 26 de Setembro foi clara e inequívoca, e escolheu a CDU como a Força mais votada para a Assembleia Municipal de Silves, tendo a CDU eleito o dobro dos membros de cada um dos 2 partidos democráticos desta Assembleia: PSD e PS.

Na politica temos que saber respeitar os resultados e as escolhas da população que nos elege e em vez do PS e PSD reconhecerem que a vitória clara da CDU lhe daria a legitima presidência da Mesa da Assembleia (como até aqui tem acontecido) o PS sendo a 3.ª força mais votada (força essa que se diz de Esquerda) preferiu aliar-se à Direita, com o PSD a abdicar da própria presidência da Mesa da Assembleia mesmo tendo sido entre essas 2 forças políticas a mais votada.»

In: DECLARAÇÃO DE VOTO DA CDU lida na Assembleia Municipal de Silves, no dia 18 de Outubro de 2021.

Tomé Pires regressou aos quadros da Câmara de Beja

Zé LG, 21.10.21

20861714_1635336929872836_2599926269898577525_o.jpO ex-presidente da Câmara e presidente da Assembleia Municipal de Serpa regressa ao seu local de trabalho de origem, a Câmara Municipal de Beja, enquanto técnico superior. Tomé Pires, 45 anos, é Engenheiro Técnico Civil de formação e foi coordenador na Divisão de Obras Municipais da Câmara Municipal de Beja entre 2005 e 2008.

Após deixar o cargo de presidente da Câmara Municipal de Serpa, Tomé Pires pediu a sua reintegração nos quadros da Câmara Municipal de Beja, enquanto técnico superior, tendo assumido o lugar.

O que é uma situação perfeitamente regular, tem gerado especulações políticas, como se o regresso ao seu posto de trabalho depois do exercício de funções públicas a tempo inteiro fosse uma situação de favor. Com tanta coisa que justificam ser debatidas e criticadas, para quê especular em relação ao que não tem nada de irregular ou de extraordinário?